Prova

Atletas apadrinham árvores em Monchique

Atletas apadrinham árvores em Monchique

Os incêndios do verão deste ano destruíram cerca de 28 mil hectares nos concelhos de Silves e Monchique. A organização do ALUT - Algarviana Ultra Trail, prova de 300 Km que atravessa a região do Algarve de uma ponta a outra, e que tem o arranque já amanhã, incentivou os atletas a apadrinharem uma árvore para promover a revitalização ambiental.

"Estamos no terreno todo o ano, tanto a preparar o ALUT como a treinar. Conhecemos bem Monchique e os territórios afetados pelos incêndios. Ao ver os efeitos nefastos dos incêndios ficámos emocionados e não poderíamos ficar de braços cruzados. Não podemos chamar a esta ação uma reflorestação, mas sim um contributo dos atletas para um território onde eles vão passar e constatar como ficou. É algo simbólico, que visa contribuir para a natureza por tudo o que ela nos dá e o Homem tem capacidade de destruir. Desta forma, cada atleta, além do suor e das pegadas, vai deixar algo mais no Algarve: Uma árvore que esperemos que cresça e que no próximo ano esteja à espera de ver os atletas a passar", explica Bruno Rodrigues, diretor do ALUT, prova que conta com o cunho organizativo da ATR - Associação Algarve Trail Running.

Os atletas vão receber, no secretariado do evento, no kit de atleta, uma árvore cedida pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas. "Serão carvalhos de Monchique e azinheiras", adianta o diretor do ALUT. A acompanhar cada árvore estará um cartão no qual os atletas podem deixar uma mensagem para as pessoas que foram afetadas pelo incêndio em Monchique.

Quanto ao destino das árvores e das mensagens, a organização adianta: "Esta proposta será dinamizada e preparada pela plataforma Ajudar Monchique, que surgiu na consequência dos incêndios e de forma a apoiar os cidadãos afetados pelos mesmos. Será um contacto mais próximo dos proprietários e um mais fácil apadrinhamento das árvores."