Premium

CD Olivais e Moscavide. Contrariar a tendência sempre com os jovens em primeiro plano

CD Olivais e Moscavide. Contrariar a tendência sempre com os jovens em primeiro plano

CD Olivais e Moscavide aposta muito em atletas guineenses e diz que é um exemplo

Chegou na incerteza, com pouco ou nenhum dinheiro no bolso, mas nem por isso virou a cara à luta. Walter Gomes, de 22 anos, veio da Guiné-Bissau para Portugal há cinco anos, para jogar futebol. Fez captações no Braga, só que não teve a sorte de ficar. Depois de uma época no Palmeiras, rumou até ao Olivais e Moscavide, onde, desde então, tem representado da melhor forma o emblema lisboeta. "Gosto de Portugal porque é um país acolhedor. Sempre me receberam bem, sobretudo em Moscavide. Para além de jogar, o clube arranjou-me um part-time numa estação de serviço. Sinto que estou preparado para dar o salto para um campeonato superior", disse ao JN.

Também Matheus Pranke, de 23 anos, está à procura do sonho em Portugal. No Olivais e Moscavide desde o início da época, o médio centro brasileiro já leva seis golos na conta pessoal e não podia pedir um arranque melhor. "Vim para cá por intermédio de um amigo. O clube proporciona-me alojamento, alimentação e tenho controlado as despesas com algum dinheiro que trouxe do Brasil. Penso que o futebol português pode ser uma porta de entrada para o futebol europeu", afirmou.