Património Nacional

Chuteiras da feira e lágrimas coreanas de Ricardo Nascimento

Chuteiras da feira e lágrimas coreanas de Ricardo Nascimento

"Fui o homem mais feliz do Mundo durante 21 anos". Ou o autorretrato da carreira do ex-futebolista Ricardo Nascimento numa só frase.

E nada melhor para começar duas décadas fartas em felicidade do que um jogo no Estádio das Antas, aos nove anos. "Estava nas escolinhas e chamaram-nos para fazer uma espécie de exibição lá. Lembro-me que fomos todos à Feira da Afurada comprar chuteiras", recorda o antigo médio ofensivo. Sim, exatamente as que estão na foto.

"Conheci os meus ídolos todos: o Eduardo Luís, o Frasco, o Gomes, o Lima Pereira... Marquei uns golaços e toda a gente nos aplaudiu de pé. O estádio estava repleto. Foi algo de transcendente, um dia inesquecível", assegura, com a saudade a querer mostrar-se.

Clubes portugueses? Passou por uma catrefada deles, entre primeiro e segundo escalão - até conquistou uma Taça de Portugal ao serviço do Boavista e uma medalha de mérito entregue pela Câmara Municipal do Porto, distinção que ainda hoje o enche de orgulho.

Mas foi no FC Seoul, da Coreia do Sul, que viveu a maior das aventuras. Os gestos de carinho, o jogo com o Manchester United, um estádio à pinha e uma despedida inesquecível. "Os adeptos foram todos ao aeroporto despedir-se de mim. Lembro-me de me agarrar à minha mulher, muito comovido, e de pensar: "Mas... eu não descobri a cura para o cancro!". No entanto, estava lá uma pequena multidão", conta, orgulhoso, o homem que agora se dedica à restauração.

Passe Curto

Nome: Ricardo Nuno Queirós Nascimento
Naturalidade: Vila Nova de Gaia
Idade: 42 anos (19/04/1974)
Clubes que representou: F .C. Porto, Leixões, Boavista, Varzim, Aves, Gil Vicente, Montpellier,
Braga, Salgueiros, Maia, Rio Ave, FC Seoul, Trofense
Principais títulos: uma Taça de Portugal

ver mais vídeos