Teste de produto

Garmin Fenix 5X Plus, para atletas de barba rija

Garmin Fenix 5X Plus, para atletas de barba rija

A série Fenix mostra o melhor do que se faz em relógios GPS. São o luxo da corrida. Para os atletas experientes e preocupados com a performance, são o parceiro perfeito. Mas nem todos somos ultramaratonistas...

A série Fenix mostra o melhor do que se faz em relógios GPS. São o luxo da corrida. Para os atletas experientes e preocupados com a performance, são o parceiro perfeito. Mas nem todos somos ultramaratonistas...

A Garmin renovou este ano os modelos de topo de gama da série Fenix. Apresentou três novos modelos com tamanhos diferente: 4,2 cm (fenix 5S Plus), 4,7 cm (fenix 5 Plus) e 5,1 cm (fenix 5X Plus).

Testámos o modelo 5X Plus durante duas semanas em treinos de corrida de estrada, trail, força, elíptica e bicicleta estática.

Primeiras impressões

Este relógio é robusto e não apresenta nenhuma fragilidade no chassis metálico. Para o tamanho que tem é razoavelmente leve, mesmo com um vidro de safira. Não se espera que seja um equipamento para estar a brilhar numa redoma. Este relógio está preparado para levar tareia, e muita.

Precisão para dar e vender

Os sistemas de navegação foram melhorados. Agora, para além dos sensores GPS (EUA) e GLONASS (RUS), foi criada ligação com os satélites europeus GALILEO.

Autonomia

Toda a gente se lembra do velhinho anúncio das pilhas. "E dura, e dura, e dura,..." Pois, neste caso, a autonomia é ótima. Em modo normal, o smartwatch pode durar até 12 dias e em atividade com GPS e música pode estender-se até 8 horas. Não é um valor surpreendente, para um ultramaratonista, mas se analisarmos apenas em utilização de GPS, a bateria já se estende até 36 horas. Estes valores são ótimos, mas ajustáveis. Ou seja, podemos fazer um equilíbrio entre o uso de GPS e a autonomia da bateria. A função UltraTrac permite que o GPS se desligue periodicamente nas leituras de dados durante atividade. Claro que a precisão terá tendência a diminuir, uma vez que os dados não ocorrem com maior frequência, mas também permitirá leituras de maior duração de atividades. Esta é uma função apreciada por ultramaratonistas.

Smartwatch

Enquanto smartwatch, os modelos Fenix 5 Plus são aquilo que se espera. Temos o essencial de leitura de notificações, que na verdade são as que a grande maioria das pessoas usam: aviso SMS, chamadas, notificações redes sociais, etc.

A Garmin nunca procurou desenvolver muito as funções de smartwatch, porque sempre teve como prioridade a monitorização da atividade física.

As braceletes são muito fáceis de trocar graças ao sistema quickfit e existem em várias cores, em borracha e metal.

Música

Ainda este ano, tivemos oportunidade de testar o primeiro relógio da Garmin com capacidade de armazenamento e reprodução de música.

A grande desvantagem, numa era em que poucas pessoas descarregam música, era a incompatibilidade com o Spotify, que é o serviço de streaming de áudio mais utilizado em Portugal. Bem, alguém escutou as críticas e a questão de licenciamento foi resolvida.

Já é possível instalar o Spotify no relógio, bem como disponibilizar offline listas de reprodução para ouvir sem a dependência do telefone. Isto sim, é música para os nossos ouvidos.

Interface no telefone

Não há dúvidas que dos pontos positivos da Garmin, em todos os modelos de corrida, é o universo Garmin Connect. A aplicação controlada nos smartphones é a melhor do mercado. Temos um sem fim de informação que, mesmo para os corredores casuais e amadores, pode ser "demasiada areia". Mas não se perde por informação a mais.

Atividade

O altímetro barométrico fornece os dados de elevação de subida e descida. Mais ainda, o relógio altera a informação visível durante a corrida, mediante o tipo de esforço no momento. Ou seja, mal começamos a subir, o relógio mostra logo as estatísticas de subida.

O modelo 5X Plus tem ainda a novidade do Pulse Ox, que é um sensor de oximetria. O que é e para que serve? Para aqueles atletas em que o céu é literalmente o limite, correr em altitudes elevadas é arriscado, por isso os níveis de saturação de oxigénio no sangue têm que ser monitorizados.

No nosso caso, não subimos o suficiente para poder testar esta função, mas foi ótimo saber que existe.

PVP: 849,99€

ver mais vídeos