Premium

Gondomar Cultural: Muita carolice e paixão à prova de água

Gondomar Cultural: Muita carolice e paixão à prova de água

Atletas do Gondomar Cultural pagam para jogar, mas subiram à 1.ª Divisão.

Piscina Municipal de Rio Tinto. São 21 horas e o treino começa dentro de 15 minutos. É o momento de colocar as balizas na água, esticar a rede, fazer as marcações do campo e ir buscar as bolas. "Se formos organizados, é um processo que demora apenas cinco minutos", informa João Machado.

João, 30 anos, de sorriso fácil e próprio de quem gosta daquilo que faz. Para ele, o dia já vai longo. "Começou às oito horas porque dou aulas de Educação Física em infantários e escolas. Às 17 horas chego à piscinas. Aqui dou aulas de natação e treino também os escalões de sub-20 e sub-18 de polo aquático do Gondomar Cultural". Com o dia a acabar é tempo de dedicar-se aos seniores, onde é jogador e também treinador desde o início desta época. "O Queirós [antigo técnico] teve de sair antes da temporada começar por problemas de saúde de um familiar", conta. Mas João Machado saiu-se bem na nova função que lhe foi confiada, pois oito anos depois o Gondomar Cultural subiu à 1.a Divisão, após ter sido terceiro classificado no segundo escalão.