Premium

Mercado entra cedo em ebulição

Mercado entra cedo em ebulição

As 15 transferências mais caras deste início de defeso chegam aos 745 milhões de euros, menos 100 milhões do que em todo o verão passado.

Faltam mais de dois meses para o final de agosto, que assinalará o fecho do mercado na maior parte dos campeonatos europeus, mas os grandes clubes não estão a deixar para amanhã o que podem fazer hoje. Por outras palavras, estão a fechar transferências de vulto logo nas primeiras semanas do defeso, num processo liderado pelo Real Madrid, que, depois de uma época muito negativa, já gastou mais de 300 milhões de euros em cinco contratações (Eden Hazard, Jovic, Éder Militão, Mendy e Rodrygo).

Contas feitas às 15 transferências mais caras, conclui-se que o total gasto até agora já ascende a 745 milhões, perto dos 845 milhões investidos no top 15 de todo o mercado de verão de 2018. Sem a confirmação oficial do negócio que deverá levar o Atlético de Madrid a pagar 120 milhões de euros ao Benfica pela cláusula de rescisão de João Félix, nem aquele que levará Griezmann do clube "colchonero" para o Barcelona, pelo mesmo valor, o jogador mais caro deste defeso é, para já, o atacante belga Hazard, que se transferiu do Chelsea para o Real Madrid, a troco de 100 milhões.