Património Nacional

Símbolo do Águas Santas e do amor à camisola

Símbolo do Águas Santas e do amor à camisola

Juan Couto fez história no emblema maiato, que representou durante mais de duas décadas.

Natural de Caracas (Venezuela), Juan Couto chegou a Portugal aos 10 anos com uma mala repleta de sonhos. Apaixonou-se pelo futebol e badminton, mas foi no andebol que fez história ao tornar-se numa lenda do Águas Santas, que representou durante 24 temporadas e no qual conquistou a única Taça de Portugal da história do clube. Um jogador que se tornou um exemplo de amor à camisola. Há duas épocas, deixou as quadras para ser coordenador-geral do clube maiato.

"Fui atleta de badminton no Águas Santas e depois, um pouco sem querer, experimentei o andebol. Foi a melhor opção que fiz e aos 16 anos comecei a trabalhar com a equipa sénior", recorda Juan Couto, que somente por uma época não representou os maiatos. "Vivi muitos momentos marcantes no clube, rodeado de grandes jogadores e excelentes pessoas. Foi uma etapa fantástica da minha vida. O andebol deu-me tudo e ensinou-me valores fundamentais para a vida", reconhece o antigo pivot, sem esquecer as principais conquistas em campo.

"A vitória na Taça de Portugal, na final com o ABC, é inesquecível. Surgiu num momento marcante, em que o clube se estava a enraizar na 1.ª Divisão. Chegar à meia-final da Taça EHF também foi um feito notável. Foram muitas mais as alegrias que as tristezas", constata, "orgulhoso", Juan Couto, que teve honras de despedida à altura de uma grande figura do clube. "Foi uma cerimónia muito bonita, rodeada de família, muitos amigos, a formação do clube e entidades do andebol. Foi nesse momento que consegui avaliar tudo o que fiz no andebol. É maravilhoso", finaliza, radiante, o "Senhor Águas Santas".

Bilhete Pessoal

Nome: Juan Miguel Vieira Couto

Idade: 37 anos

Clubes que representou: Águas Santas e Santana

Palmarés: Uma Taça de Portugal e um Campeonato da 2.a Divisão