O Jogo ao Vivo

Nutrição

Suplementos intra-treino: sim ou não?

Suplementos intra-treino: sim ou não?

O que se consome antes e após o treino é fundamental para a prática de exercício físico, no entanto, quando se trata de garantir um abastecimento contínuo de nutrientes, para alcançar o máximo de desempenho, ter um suplemento intra-treino pode também ser uma excelente opção.

Ao longo do treino, as reservas de glicogénio, muscular e hepático, vão diminuindo de forma variável e dependente da intensidade, tipo e duração do treino. De acordo com vários estudos, em treinos com duração superior a 1h, o esgotamento destas reservas é frequente e apresenta um impacto negativo na performance e resistência do atleta, uma vez que promove o aparecimento precoce da fadiga.

Nestes casos, recomenda-se a ingestão de hidratos de carbono intra-treino, em quantidades entre 30 a 80g/h, dependendo do atleta e do tipo de treino, de forma a prevenir a perda e dores musculares, retardar o aparecimento da fadiga e, consequentemente, melhorar a performance.

Quais os melhores suplementos para atletas de endurance?

Bebidas e géis desportivos são os suplementos mais utilizados. Além das reservas de glicogénio, durante a prova/treino também existem perdas significativas de fluidos, e por isso, estas bebidas são uma boa opção: fornecem hidratos de carbono e sódio e ajudam na reposição dos fluidos. Já os géis são formas concentradas de hidratos de carbono, que possibilitam um abastecimento mais rápido durante a prática de exercício.

No que diz respeito ao tipo de hidratos de carbono que devem ser ingeridos, o objetivo é que possuam um elevado Índice Glicémico (IG), ou seja, que sejam rapidamente absorvidos para a corrente sanguínea. Assim sendo, optar por bebidas com maltodextrina e/ou dextrose, em vez de sacarose, além de promover a rápida reposição das reservas de glicogénio, promove uma maior velocidade de esvaziamento gástrico (devido à sua baixa osmolaridade), havendo menor probabilidade da ocorrência de efeitos gastrointestinais indesejados.

Outras substâncias que podem também estar incluídas neste tipo de produtos são a cafeína, vitaminas, minerais e L-carnitina, sendo que podem ser outros dos ingredientes a procurar aquando da escolha do produto.

Quando optar pela utilização de suplementos durante a prova, experimente-os previamente de forma a "treinar" o intestino a lidar com estas substâncias e evitar qualquer tipo de desconforto gastrointestinal.

* Nutricionista ROPE - Reabilitação e Otimização de Performance/Clínicas Nuno Mendes

ver mais vídeos