Premium

Vítor Baía: "Ronaldo está entre os três melhores de sempre"

Vítor Baía: "Ronaldo está entre os três melhores de sempre"

Vítor Baía praticamente dispensa apresentações. Com 33 troféus conquistados na carreira, ao serviço do F. C. Porto e do Barcelona, é um dos jogadores mais titulados da história do futebol. Na seleção também escreveu uma página de ouro, mas faltaram-lhe conquistas. Embaixador da Liga das Nações, o antigo guarda-redes revelou ao JN as suas expectativas para a competição.

Após 13 anos a defender a seleção portuguesa, qual o sentimento de ser hoje um dos seus embaixadores?
De orgulho e também de responsabilidade, na divulgação de uma competição que queremos que seja exemplar.

Terem-no "chamado" deixou-o naturalmente feliz.
Foi, acima de tudo, um sinal de reconhecimento. Vale sempre a pena sermos dedicados e sérios. A minha carreira acabou por dar também uma ajuda importante. O que atingi foi notável, depois de muitos títulos e vitórias. Só tenho pena que a nossa geração, denominada de geração de ouro, não tenha conseguido um grande título para Portugal.

Já falaremos do passado, agora vamos focar-nos no presente. Portugal tem boas hipóteses de conquistar a Liga das Nações?
Por jogarmos em casa, com o 12.º jogador do nosso lado, considero que há uma percentagem maior de favoritismo. Além do valor da nossa seleção, temos a estreia do Ronaldo nesta competição. Ao ter o melhor do Mundo, as expectativas também são mais elevadas. Queremos uma meia final perfeita para conseguir atingir a final. E, como nós sabemos, as finais não se jogam, ganham-se [risos].

Falou de Ronaldo, mas, olhando para os seus números, chegamos à conclusão de que teve uma das épocas menos produtivas dos últimos anos...
...Não tenho dúvidas de que vai estar ao seu melhor nível. Ronaldo é um animal competitivo, uma máquina. Quando se tem o melhor do Mundo, tudo pode acontecer. A sua temporada foi de grande coragem. Saiu de uma zona de conforto, de uma equipa como o Real Madrid, e assumiu um novo projeto. E este projeto já o ganhou. Conseguiu ser o melhor marcador da equipa, sagrou-se campeão de Itália e, na Liga dos Campeões, também conseguiu feitos importantes, como, por exemplo, os três golos marcados na eliminatória com o Atlético Madrid.