Premium

Portugal renova esperanças na missão em Tóquio

Portugal renova esperanças na missão em Tóquio

A sete meses da cerimónia de abertura, há 29 atletas lusos apurados mas o número deve subir para mais do dobro. Expectativas de medalhas cresceram em 2019

A aventura nos Jogos da XXXII Olimpíada, que se realizarão na capital japonesa de 24 de julho a 9 de agosto de 2020, já está garantida para 29 atletas portugueses, mas há muitos mais apuramentos a caminho para uma representação lusa que deverá ter entre 70 e 80 participantes. É essa a previsão do Comité Olímpico de Portugal (COP), ciente de que o total de 92 atletas presentes no Rio de Janeiro, na edição anterior, não irá ser repetido, devido à confirmada ausência da seleção de futebol, que no Rio 2016 logrou o apuramento.

Entre os resultados de relevo que se perspetivam, existe a esperança de que Portugal possa ganhar mais do que a medalha conquistada em Londres 2012 (prata de Fernando Pimenta e Emanuel Silva em K2 na canoagem) e no Rio de Janeiro 2016 (bronze de Telma Monteiro no judo). O objetivo do COP é conseguir dois lugares de pódio em Tóquio, os mesmos que foram obtidos em Pequim 2008 (ouro de Nelson Évora no triplo salto e prata de Vanessa Fernandes no triatlo), com a ambição de que, 12 anos depois, no regresso ao Oriente, possa haver um novo campeão olímpico português.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG