Futebol

Estádio da AD Sanjoanense assaltado duas vezes na última semana

Estádio da AD Sanjoanense assaltado duas vezes na última semana

A Associação Desportiva Sanjoanense anunciou, esta segunda-feira, que o Estádio Conde Dias Garcia, onde habitualmente se realizam os jogos do emblema de São João da Madeira, foi assaltado por duas ocasiões na última semana.

De acordo com declarações de Bruno Ferreira, diretor de comunicação, ao JN, o primeiro furto ocorreu na passada quarta-feira. Nesse dia, entraram nas instalações e roubaram ferramentas de uma arrecadação destinadas à manutenção do relvado e outros serviços.

Segundo o comunicado divulgado pela AD Sanjoanense, "no primeiro assalto os invasores levaram algumas ferramentas de auxílio ao trabalho diário do clube" e no segundo ato apenas "conseguiram aceder aos balneários do estádio".

Os prejuízos são considerados elevados devido à destruição que os assaltantes provocaram para conseguirem entrar nas balneários.

O emblema de São João da Madeira lamentou esta ação "num período em que vivemos um contexto inédito e desconhecido, e durante o qual deve imperar uma forte união e um extremo sentido de sociedade".

As autoridades foram chamadas ao local e a AD Sanjoanense garante que tudo vai fazer "para que a justiça se reponha". A PSP de São João da Madeira tomou conta da ocorrência.

São João da Madeira

Salomão Rodrigues

Estádio da Sanjoanense assaltado duas vezes em cinco dias

O Estádio da Sanjoanense foi assaltado por desconhecidos, duas vezes, nos últimos cinco dias provocando prejuízos avultados.

De acordo com declarações de Bruno Ferreira, diretor de comunicação, ao JN, o primeiro furto ocorreu na passada quarta-feira. Nesse dia, entraram nas instalações e roubaram ferramentas de uma arrecadação destinadas à manutenção do relvado e outros serviços.

Na madrugada de ontem, entraram novamente nas instalações do clube. Desta vez, arrombaram as portas de acesso aos balneários onde se apoderaram de material de fisioterapia.

Os prejuízos são considerados elevados devido à destruição que os assaltantes provocaram para conseguirem entrar nas balneários.

Em comunicado, a Sanjoanense diz que, "num período em que vivemos um contexto inédito e desconhecido, e durante o qual deve imperar uma forte união e um extremo sentido de sociedade, não podemos deixar de demonstrar muita tristeza por tão triste acontecimento", garantindo que, "tudo faremos para que a justiça se reponha".

A PSP de São João da Madeira tomou conta da ocorrência.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG