Futebol

Estado de emergência suspende eleições do F. C. Porto

Estado de emergência suspende eleições do F. C. Porto

O processo eleitoral do F. C. Porto foi suspenso pelo presidente da Mesa da Assembleia-Geral do clube, Matos Fernandes, na sequência da entrada em vigor do Estado de Emergência em Portugal, ditado esta quarta-feira pelo presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Desta forma, foi anulada a obrigatoriedade de apresentar candidaturas até às 19 horas de quinta-feira, pois Matos Fernandes entende que não tem o direito de sonegar a possibilidade de um eventual candidato decidir avançar no último dia e não ter condições para o fazer. O novo prazo limite passa a ser o primeiro dia útil depois de ser decretado o fim do Estado de Emergência.

A suspensão de todo o processo eleitoral acarreta, igualmente, o adiamento das eleições no clube azul e branco, de 18 de abril para uma data ainda a designar, algo que o presidente da Assembleia-Geral já tinha decidido fazer antes da entrada em vigor do Estado de Emergência.

Até agora, são duas as candidaturas já formalizadas, sendo que uma é liderada pelo atual presidente portista, Pinto da Costa, e a outra pelo advogado José Fernando Rio. Ambas as listas apresentaram os nomes dos candidatos à presidência dos órgãos sociais (Direção, Mesa da Assembleia-Geral e Conselho Fiscal e Disciplinar) na passada terça-feira.

Outras Notícias