Futebol

Estrela da Amadora é o primeiro clube português a lançar uma criptomoeda

Estrela da Amadora é o primeiro clube português a lançar uma criptomoeda

O Estrela da Amadora SAD tornou-se, este sábado, no primeiro clube português a lançar no mercado um produto que vai permitir a todos os investidores beneficiarem dos lucros alcançados no final de cada época.

O clube celebrou um protocolo com a BetsPlayer e, graças a este acordo, sócios, adeptos bem como amantes do futebol vão poder beneficiar, no final de cada ano desportivo, das vendas do clube, dos direitos de solidariedade e formação e, ainda, da rentabilidade anual da SAD amadorense através da Token $CFEA, uma criptomoeda que já está disponível e cujo valor será sempre variável ao longo do tempo, com as próprias mutações do mercado e também com a avaliação de outros itens.

Numa nota publicada nas redes sociais, os tricolores explicaram como é que os adeptos poderão beneficiar com este protocolo e "tirar rendimento da performance do clube": "O token $CFEA é uma criptomoeda cujo valor varia de acordo com o mercado mas não só. Ao adquirir o nosso Token oficial terá direito a receber, no final de cada época, 5% das vendas do clube, 5% dos direitos de solidariedade e formação e 5% da rentabilidade anual do clube."

Este tipo de operação foi recentemente lançado pela Federação Portuguesa de Futebol, tendo já atingido vários desportos a nível mundial, sendo visto como uma plataforma de investimento em claro desenvolvimento. A SAD do Estrela da Amadora foi o primeiro clube em Portugal que decidiu avançar para este mercado.

A nível internacional, clubes como Roma, Juventus, Paris Saint-Germain, Manchester City ou Barcelona já apostaram em projetos idênticos a este.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG