Taça da Liga

Estrelinha da águia enfrenta as armas do leão

Estrelinha da águia enfrenta as armas do leão

Benfica nunca perdeu uma final da competição e soma sete troféus. Sporting é o atual detentor da prova e tem menos baixas do que o grande rival.

Benfica e Sporting disputam hoje (19.45 horas, SIC e Sport TV1) a final da competição, numa partida que vai colocar à prova o atual momento das duas equipas. Os encarnados venceram, por sete vezes, o troféu e apresentam a vantagem teórica de nunca terem perdido uma final da Taça da Liga.

Os leões, que conquistaram a prova em três ocasiões, num espaço de apenas quatro anos, desejam ser os primeiros a roubar o troféu às águias no jogo decisivo e querem aproveitar a seu favor o facto de se terem habituado, no último ano e meio, a ganhar títulos. Conquistaram o campeonato, a Supertaça e também a Taça da Liga.

PUB

A pressão de vencer existe para os dois lados, mas o Benfica encontra-se numa posição mais frágil. A nove pontos do líder, F. C. Porto, no campeonato, e já afastado da Taça de Portugal, encara a final de hoje como a mais forte possibilidade de ganhar um título, nesta temporada. Seria o primeiro do presidente Rui Costa. Além do mais, o nível exibicional e os últimos resultados não estão a agradar aos adeptos, destacando-se ainda o facto do Benfica ter perdido os três jogos que disputou, nesta época, contra os grandes.

Por seu lado, o Sporting está numa posição mais favorável, mas as últimas duas derrotas no campeonato, encaixadas neste mês, deitaram abaixo parte da confiança. A equipa tem agora possibilidades mais reduzidas de reconquistar o campeonato e a final de hoje, em Leiria, tem igualmente como objetivo erguer a moral das tropas.

As águias, que não vencem o "título de inverno" desde 2015/16, estão mais condicionadas no que diz respeito a ausências. Otamendi (Argentina) e Darwin (Uruguai) estão ao serviço das seleções, Rafa está infetado com covid-19 e Seferovic, Lucas Veríssimo e Rodrigo Pinho são baixas por lesão. O rival está mais aliviado: só Coates, neste momento concentrado na seleção do Uruguai, não pode jogar.

No capítulo da defesa, nenhuma equipa tem motivos para sorrir. O Sporting deixou de ser uma muralha, tendo sofrido seis golos nos últimos quatro jogos da Liga, e sem Coates a permeabilidade pode aumentar. No Benfica o cenário não é o melhor. Nos jogos mais recentes do campeonato não encaixou tantos golos, mas nos dois duelos com o F. C. Porto, para a Liga e para a Taça de Portugal, cedeu seis golos no total. Hoje é dia de tirar dúvidas.

A subir

Everton (Benfica) e Pedro Gonçalves (Sporting) estão em boa forma e podem desequilibrar a final. O brasileiro recuperou a confiança, após a saída de Jorge Jesus, e o avançado dos leões é sempre um perigo no ataque.

A descer

Águias e leões não estão num bom momento. Desde que Nélson Veríssimo assumiu o comando técnico, o Benfica só venceu dois jogos. Já o Sporting perdeu recentemente dois duelos na Liga.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG