Futebol

Euro2016 contribuiu para maior rendimento de sempre da FPF

Euro2016 contribuiu para maior rendimento de sempre da FPF

A Federação Portuguesa de Futebol vai apresentar um resultado positivo de três milhões de euros, na Assembleia Geral de 29 de outubro.

"A excecional prestação desportiva teve reflexos no Relatório e Contas e permitiu o maior nível de rendimentos da história desta instituição", sublinhou o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes.

Segundo informação avançada pela FPF, o exercício 2015/16 registou rendimentos de 64,3 milhões de euros (ME) e gastos de 61,2 ME, um resultado, apresentado no seu relatório de gestão contas, que será levado à Assembleia Geral de 29 de outubro.

"A direção da FPF vai submeter à AG do organismo, no próximo dia 29 de outubro, na Cidade do Futebol, a aprovação do Relatório de Gestão e Contas 2015/2016", refere a FPF na sua página oficial.

O organismo diz ainda que o resultado positivo de três milhões de euros será submetido à aprovação da reunião magna, com a proposta que seja distribuído pelos sócios da FPF e clubes.

A FPF pretende assim atribuir 1,4 milhões de euros ao programa de modernização administrativa dos sócios da FPF, um milhão para apoio a competições e clubes não profissionais, 500 mil euros para reforço da atividade das seleções e clubes, 100 mil euros para investimento no combate ao "match fixing", em parceria com o Sindicato de Jogadores, e 91 mil euros para reforço dos fundos patrimoniais.

A entidade máxima do futebol em Portugal acrescenta também que nas contas estão "contabilizados os rendimentos e gastos com a participação no Euro2016 apenas até ao dia 30 de junho", dia em que Portugal 'carimbou' a passagem às meias-finais, ao eliminar a Polónia no desempate nas grandes penalidades.

A FPF dá ainda conta que "em 2015/16 um terço dos gastos foram aplicados na gestão das 21 seleções nacionais".

No anterior exercício, de 2014/15, a FPF tinha apresentado resultados positivos de cerca de 436 mil euros.

A vitória no Euro2016, após o triunfo na final frente à anfitriã França, corresponde a um prémio monetário de 25,5 milhões de euros, sendo que nestas contas está apenas refletido o percurso até aos quartos de final.

Outros Artigos Recomendados