Futebol

F. C. Porto passa no teste em Portimão

F. C. Porto passa no teste em Portimão

No encontro de abertura da 13ª jornada da Liga portuguesa, o F. C. Porto deslocou-se ao Algarve para enfrentar o Portimonense.

No Portimão Estádio foi o Portimonense que deu os primeiros sinais de perigo. Aos cinco minutos, após um passe longo, a desmarcação de Aylton criou desequilíbrio da defesa portista e Fabrício teve uma situação de finalização frente a Diogo Costa. Após uns 10 minutos de pressão da equipa algarvia, o F. C. Porto conseguiu assustar a formação orientada por Paulo Sérgio através do suspeito do costume: Luis Díaz.

A pressão implementada pelos dragões revelou-se eficaz e as combinações no corredor direito entre Otávio e Manafá complicaram a organização defensiva do Portimonense. Os algarvios procuravam a velocidade dos homens da frente para tentar chegar à baliza adversária, mas a equipa azul e branca mostrou estar prevenida para esse cenário.

O Portimonense procurava, assim que recuperava a posse de bola, reorganizar a jogada a partir dos defesas centrais e procurar ataques rápidos pelos avançados. Defensivamente, conseguiu complicar a vida aos dragões fechando o corredor central, o que obrigava a equipa de Sérgio Conceição a priorizar os ataques pelo corredor lateral. Já em tempo de compensação, um livre batido por Luis Díaz desviou em Pedro Sá e abriu o marcador no Portimão Estádio.

Na segunda parte o Portimonense esteve menos fechado defensivamente e manteve a intenção de sair pelo corredor lateral, mas desta vez conseguia estar mais apoiado pelos médios interiores. Havia mais espaço para os médios jogarem, fruto de uma menor pressão do F. C. Porto, o que permitiu que os algarvios estivessem mais soltos no ataque.

O jogo esteve, assim, mais partido o que potenciou contra-ataques de ambas equipas, mas foram os dragões os mais beneficiados por este cenário. Aos 70 minutos, Taremi carregou a bola num contra-golpe portista, e depois de Evanilson ter aguentado a pressão do defesa do Portimonense, Vitinha conseguiu finalizar e fazer o 2-0 para os azuis e brancos. Cinco minutos depois, uma recuperação de bola na lateral por Zaidu permitiu que o F. C. Porto saísse rapidamente para o ataque e Taremi mostrou-se um criativo novamente. O avançado iraniano descobriu Otávio sozinho na lateral direita, e o médio luso-brasileiro fez o 3-0 com grande classe, ao aplicar um "chapéu" a Samuel Portugal.

A partir do terceiro golo portista, o ritmo do jogo ficou mais morno e terminou mesmo com a vitória dos azuis e brancos por 3-0. O F. C. Porto sobe assim provisoriamente ao primeiro lugar do campeonato, somando 35 pontos, e fica à espera do resultado no dérbi entre Benfica e Sporting para saber se termina a jornada na liderança da Liga portuguesa.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG