Andebol

F. C. Porto perde com o Kiel nos últimos segundos

F. C. Porto perde com o Kiel nos últimos segundos

O F. C. Porto perdeu esta quarta-feira na receção aos alemães do THW Kiel, por 30-29, em encontro da oitava jornada do Grupo B da Liga dos Campeões, sentenciado com um golo nos instantes finais.

Num Dragão Arena repleto, os campeões nacionais foram para o intervalo a vencer por 16-14 e comandaram o marcador até ao último minuto, altura em que a formação germânica passou para a frente com um golo tardio do lateral-direito norueguês Harald Reinkind, vingando a derrota caseira (28-27) consentida diante dos azuis e brancos três dias antes.

No plano individual, o pivô cubano Víctor Iturriza, com seis golos, foi o elemento mais concretizador dos dragões, enquanto as ações ofensivas do ponta-esquerda dinamarquês Magnus Landin, com oito tentos, sobressaíram do lado do emblema três vezes vencedor da Champions, em 2007, 2010 e 2012.

O Kiel consolidou a liderança do grupo, com 13 pontos, mais cinco do que o F. C. Porto, que ocupa a sexta e última posição de apuramento para os oitavos de final e visita os franceses do Montpellier na próxima ronda, em 23 de novembro.

Após 15 minutos iniciais repartidos, em que o vice-campeão alemão foi acompanhando a marcha do marcador, mas sem nunca assumir o controlo das operações, os pupilos de Magnus Andersson aproveitaram a exclusão momentânea de dois adversários para cimentar uma vantagem parcial que chegou a cifrar-se em três golos de diferença.

Numa primeira metade a roçar a perfeição entre a acutilância atacante e os reflexos do guarda-redes Alfredo Quintana, a postura destemida dos anfitriões perante o poderio físico do Kiel traduziu-se numa superioridade de dois tentos antes do intervalo (16-14).

Enquanto os protagonistas recuperavam forças nos balneários, os adeptos prestavam tributo na quadra a Hugo Laurentino, antigo guarda-redes que encerrou a carreira no início desta época com 35 anos, 19 dos quais vividos ao serviço dos 'azuis e brancos'.

A reentrada enérgica permitiu ao F. C. Porto dilatar a diferença até à mão cheia (19-14) no início da etapa complementar, mas os detentores da Taça EHF souberam minimizar prejuízos em contra-ataque e voltaram a igualar o desafio aos 48 minutos (24-24).

Contando com um pavilhão incansável no apoio à equipa, os 'dragões' conseguiram arrastar a vantagem tangencial até aos derradeiros segundos, mas acabaram por sucumbir no último lance do encontro, tal como a formação portuguesa tinha triunfado em solo alemão.

Ficha de jogo:

Jogo no Dragão Arena, no Porto.

F. C. Porto - THW Kiel, 29-30.

Ao intervalo: 16-14.

Sob a arbitragem de Jonas Eliasson e Anton Palsson, da Islândia, as equipas alinharam e marcaram:

- FC Porto (29): Alfredo Quintana, Djibril M'Bengue (3), Rui Silva (3), Daymaro Salina (1), Leonel Fernandes (2), Diogo Branquinho (4) e André Gomes (3). Jogaram ainda Víctor Iturriza (6), Yoan Balázquez (5), Miguel Martins (1), Alexis Borges (1) e Thomas Bauer.

Treinador: Magnus Andersson.

- THW Kiel (30): Dario Quenstedt, Harald Reinkind (8), Magnus Landin (9), Patrick Wiencek, Ole Rahmel (2), Miha Zarabec, Nikola Bilyk (4) e Hendrik Pekeler (4). Jogaram ainda Niklas Landin, Domagoj Duvnjak (2), Rune Dahmke, Pavel Hórak e Lukas Nilsson (1).

Treinador: Filip Jícha.

Marcha do marcador: 3-3 (05 minutos), 5-5 (10), 9-8 (15), 12-10 (20), 15-13 (25), 16-14 (intervalo), 19-17 (35), 21-19 (40), 23-22 (45), 25-24 (50), 27-26 (55) e 29-30 (final).

Assistência: 2.225 espetadores.