Andebol

F. C. Porto perde em Bucareste e continua só com derrotas na Champions

F. C. Porto perde em Bucareste e continua só com derrotas na Champions

O F. C. Porto sofreu, esta quarta-feira, a quarta derrota em igual número de jogos no Grupo A da Liga dos Campeões, no pavilhão do Dínamo de Bucareste, por 32-27, que mantém o tricampeão português mergulhado no último lugar.

Depois de uma desvantagem mínima ao intervalo (13-12), muito por força da atuação inspirada do guarda-redes macedónio Nikola Mitrevski durante esse período, o hexacampeão romeno, que também perseguia a primeira vitória na competição, revelou-se mais dominador.

A primeira parte decorreu sob o signo do equilíbrio, sem que nenhuma das equipas tenha conquistado mais do que um golo de vantagem, com o egípcio Ali Zein em destaque no Dínamo de Bucareste e Mitrevski na formação portuguesa, ao ponto de ter chegado ao intervalo com 12 defesas realizadas, tantas quantos os golos marcados pelo F. C. Porto.

PUB

A equipa da casa foi a primeira a conseguir distanciar-se no marcador, no início da segunda parte, tendo mesmo chegado a dispor de quatro golos de vantagem (18-14), o que levou o treinador do campeão nacional, o sueco Magnus Andersson, a apostar num sistema ofensivo sete contra seis, abdicando do guarda-redes.

O F. C. Porto recolocou-se a apenas um golo de diferença, mas nunca conseguiu voltar a empatar, e uma substituição irregular a cinco minutos do fim deixou os portuenses momentaneamente em inferioridade numérica e permitiu aos romenos recuperarem a vantagem de quatro tentos (28-24).

O Dínamo de Bucareste geriu a vantagem até ao fim, sob a batuta do egípcio Ali Zein, melhor marcador do jogo, com 10 golos (em 13 tentativas), enquanto na equipa visitante, além de Mitrevski, destacou-se também o lateral sueco Jack Thurin, autor de oito golos.

Na época passada, também na fase de grupos da Champions, o F. C. Porto venceu em Bucareste por 27-26, antes de perder em casa com os romenos, por 32-31, numa campanha em que atingiu os oitavos de final, nos quais foi eliminado pelos franceses do Montpellier.

A proeza parece mais difícil de reeditar em 2022/23, tendo em consideração que no ano passado venceu dois dos primeiros quatro encontros, confirmando o início de temporada titubeante, no qual venceu apenas duas das oito partidas disputadas.

A equipa 'azul e branca' regressa aos palcos da mais importante prova europeia de clubes em 27 de outubro, quando receber os dinamarqueses do GOG, sextos classificados, que ainda hoje recebem os húngaros do Veszprém, líder isolado do agrupamento, com três triunfos em igual número de jogos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG