Dragão

F. C. Porto soma segundo triunfo na Liga dos Campeões de andebol

F. C. Porto soma segundo triunfo na Liga dos Campeões de andebol

O F. C. Porto venceu este sábado os polacos do Vive Kielce, por 33-30, em jogo da terceira jornada da Liga dos Campeões, alcançado o segundo triunfo na prova, frente a um dos adversários mais temíveis do grupo.

Os dragões, que foram superiores aos octocampeões da Polónia ao longo de quase todo o jogo, tiveram em António Areia o seu elemento mais concretizador, com oito golos, mas também alicerçaram o triunfo numa exibição de grande nível do guarda-redes Alfredo Quintana, que defendeu cinco livres de sete metros, além de uma série de outras intervenções decisivas.

A equipa polaca até teve uma entrada mais atrevida nos cinco minutos iniciais, mas o F. C. Porto não demorou a tomar a dianteira no marcador, com a pontaria de Djibril M'Bengue, apoiada numa coesão defensiva irrepreensível, em que Alfredo Quintana começava a brilhar nos lances de bola parada.

Numa primeira parte a roçar a perfeição nas movimentações ofensivas e no aproveitar dos erros contrários, os azuis e brancos conseguiram cavar uma moralizadora vantagem de três golos ao intervalo (15-12).

No regresso para a segunda tempo, o Kielce esboçou uma reação, forçando uma entrada mais forte, a conseguindo encurtar a desvantagem, com maior agressividade nas saídas para o ataque.

A resposta dos polacos não foi, ainda assim, suficiente para tirar os dragões da frente do marcador. O F. C. Porto foi gerindo as movimentações contrárias e, impulsionado pela veia concretizadora de António Areia, voltou a dilatar a vantagem, sem que o Kielce conseguisse responder à altura, fazendo impor um merecido 33-30 final.

Com este triunfo, o F. C. Porto passa a ocupar a terceira posição do grupo, com quatro pontos, tantos quantos os macedónios do Vardar, campeão europeu, que tem menos uma partida. Os alemães do Kiel lideram o grupo, com cinco.

No final da partida, o técnico dos portistas Magnus Anderson lembrou que foi "uma vitória sobre uma das melhores equipas do mundo", mostrando-se "muito orgulhoso por a equipa ter feito um jogo fantástico".

Ficha de Jogo:

Jogo no Dragão Arena, no Porto.

F. C. Porto - Vive Kielce, 33-30.

Ao intervalo: 15-12.

Sob a arbitragem de Michal Badura e Jaroslav Ondogrecula, da Eslováquia, as equipas alinharam e marcaram:

F. C. Porto (33): Alfredo Quintana, Victor Iturriza (4), Djibril M'Bengue (3), Rui Silva (1), Diogo Branquinho (1), António Areia (8) e André Gomes. Jogaram ainda Aléxis Borges (3), Ángel Hernández (4), Miguel Martins (2), Yuan Balázquez (2), Daymaro Salina (4), Leonel Fernandes, Thomas Bauer, Fábio Magalhães (1) e Rúben Ribeiro.

Treinador: Magnus Andersson.

Vive Kielce (30): Wolff, Karacic (4), Dujshebaev (6), Janc (7), Jurkiewcz (3), Kulesh (2) e Karalek (2). Jogaram ainda Kornecki, Pehlivan (1), Aguinagalde (2), Lijewski, Moryto (3), Fernandez e Guillio.

Treinador: Talant Dujshebaev.

Marcha do marcador: 1-2 (05 minutos), 4-2 (10), 4-4 (15), 8-6 (20), 11-10 (25), 15-12 (intervalo), 11-16 (35), 16-18 (40), 19-20 (45), 21-20 (50), 24-22 (55) e 27-25 (final).

Assistência: cerca de 1.701 espetadores.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG