Desporto

F. C. Porto vence Málaga (1-0) e está mais perto dos quartos

F. C. Porto vence Málaga (1-0) e está mais perto dos quartos

Os dragões dominaram, por completo, a primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões e venceram, por 1-0, o Málaga. A eliminatória está longe de estar decidida, é verdade, mas a equipa portuguesa tem tudo para carimbar o passaporte para a fase seguinte da Champions no La Rosaleda.

O F. C. Porto não teve dificuldades em assumir o controlo do jogo, mas entrar, com perigo, na defesa do Málaga foi outra história. O primeiro lance que fez animar as bancadas só surgiu aos 18 minutos, quando Varela, após canto de João Moutinho, cabeceou ao lado. Menos de 60 segundos depois, o extremo voltou a estar em destaque: isolado por Lucho González, podia ter rematado de primeira, mas tentou controlar a bola e o lance perdeu-se.

O dominio azul e branco foi evidente até ao intervalo, com os médios portistas a fazerem um excelente trabalho, evitando que os espanhóis saíssem em contra-ataque, mas no último terço de terreno a tarefa mostrava-se bem mais complicada. Alguns remates de fora de área e sempre sem pontaria.

Curiosamente, foi o Málaga a entrar melhor na segunda parte e a causar os primeiros calafrios aos portugueses, valendo um corte de Alex Sandro para evitar que o cruzamento de Antunes chegasse a Roque Santa Cruz. A resposta do F. C. Porto foi pronta e quase letal. Cruzamento de Varela, da esquerda, e Izmaylov a desviar, com a bola a sair a escassos centímetros do poste direito de Willy.

Ficou o aviso e, no minuto seguinte (56), a ameaça concretizou-se no 1-0. Alex Sandro ganhou no corpo a corpo a um adversário, galgou terreno e assinou um cruzamento perfeito para uma finalização tão simples como brilhante de João Moutinho. Em vantagem, Vítor Pereira não alterou os planos que já tinha e lançou James Rodríguez para o lugar de Varela.

O golo não travou o ritmo portista, bem pelo contrário. O Málaga continuava a sentir muitas dificuldades para passar a linha de meio-campo, tal era a pressão dos donos da casa e foi pouco mais do que uma questão de tempo até o F. C. Porto celebrar uma vitória que tem tanto de curta como de importante rumo aos quartos de final.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG