Exclusivo

Falta de verbas compromete futuro do circuito

Falta de verbas compromete futuro do circuito

Rui Santos, presidente da Câmara Municipal de Vila Real, pede ajuda do Governo para 2023.

O Circuito Internacional de Vila Real pode não se realizar em 2023 se o Governo não apoiar o evento e faltar financiamento comunitário, tal como aconteceu na edição deste ano. O "grito de alerta" foi lançado pelo presidente da Câmara Municipal, Rui Santos, que depois falou sobre o assunto com a Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Isabel Ferreira, durante a presença nas corridas.


O autarca de Vila Real fez notar que considera "estranhíssimo que o Governo se tenha predisposto a apoiar as corridas em Portimão, que tiveram 20 mil espetadores, e não se disponha a apoiar Vila Real em termos proporcionais". Para o responsável, o montante justo seria "um milhão de euros", valor que já foi atribuído nos circuitos de 2015 e de 2016. "Não seria demais para uma prova que tem um retorno financeiro de 80 milhões de euros para Vila Real, para a região do Douro e para o país".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG