Futebol

Famalicão suou em Alverca, mas segue em frente na Taça de Portugal

Famalicão suou em Alverca, mas segue em frente na Taça de Portugal

O Famalicão carimbou, este sábado, o passaporte para os oitavos de final da Taça de Portugal de futebol, ao vencer o Alverca, por 2-1, depois de ter estado a perder grande parte do encontro frente à equipa da Liga 3.

Uma obra prima de Ricardo Rodrigues (31) colocou o Alverca na frente do marcador, e o empate para o Famalicão chegou já na segunda parte, por Pedro Brazão (69). Simon Banza (72) fez o resultado final na cobrança de uma grande penalidade, em que apesar de falhar a primeira tentativa foi mais feliz na recarga.

O Alverca entrou melhor no encontro e logo aos dois minutos colocou em sobressalto a defesa famalicense, com Jorge Bernardo a aparecer sozinho e a rematar para defesa apertada de Luiz Júnior, depois de boa combinação com Jefferson Nem, que na recarga também não conseguiu inaugurar o marcador.

Depois da boa entrada do Alverca, o Famalicão começou a aumentar a pressão a meio campo e elevou os índices de posse de bola. Aos 27 minutos, a formação de Ivo Vieira teve uma grande oportunidade para se colocar na frente, mas o remate de Adrian Marin acabou por ser cortado por Tiago Gomes em cima da linha de golo.

No lance seguinte, o lateral ribatejano lançou em profundidade Ricardo Rodrigues e o extremo esquerdo do Alverca assinou o melhor momento do jogo: cortou a bola para zona interior, deixou por terra a marcação de Diogo Figueiras e atirou em arco para um golo que levantou o estádio.

O Famalicão não demorou a responder à vantagem da equipa da Liga 3, e em dois lances esteve perto do empate: no primeiro, o remate de Simon Banza passou a rasar o poste, e no segundo, Ivan Jaime, após jogada individual, viu José Costa fazer uma grande defesa quando já tinha picado a bola sobre o guardião português.

À entrada para a segunda parte, Ivan Jaime esteve perto de reproduzir o golo de Ricardo Rodrigues para o Alverca e só o poste evitou o empate do Famalicão.

PUB

Claramente balanceado no ataque, o Famalicão pecava na finalização e Pedro Brazão foi outro dos protagonistas a desperdiçar, com José Costa a impedir o golo depois do médio ter ultrapassado três adversários mas ter rematado frouxo.

Aos 69 minutos, o Famalicão marcou mesmo, com Pedro Brazão a aproveitar um erro da defesa do Alverca. Simon Banza isolou o colega e João Sousa falhou o corte, deixando o avançado na cara de José Costa, que desta feita não conseguiu impedir o remate vitorioso, que deu o empate ao Famalicão.

A infelicidade de João Sousa não tinha acabado e dois minutos volvidos voltou a estar em destaque, derrubando Simon Banza na área, cometendo grande penalidade. O avançado foi para a linha dos 11 metros, José Costa defendeu o primeiro remate, mas o franco-congolês foi mais lesto na recarga e confirmou a reviravolta do Famalicão, fazendo o 2-1 final para a equipa orientada por Ivo Vieira.

Até final, nota ainda para a lesão de Simon Banza, que depois de um choque a meio campo saiu de maca e foi transportado de ambulância.

Ficha de jogo:

Jogo no Complexo Desportivo FC Alverca

Alverca - Famalicão, 1-2

Ao intervalo: 1-0

Marcadores:

1-0, Ricardo Rodrigues, 31 minutos; 1-1, Pedro Brazão, 69; 1-2, Simon Banza, 72

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG