Inglaterra

Federação dá mais tempo a Bernardo Silva para se defender de acusação

Federação dá mais tempo a Bernardo Silva para se defender de acusação

Bernardo Silva tinha até esta quarta-feira para se defender das acusações de racismo mas a Federação Inglesa acabou por alongar o prazo.

O jogador português, atualmente a trabalhar com a seleção nacional para os jogos com Luxemburgo e Ucrânia de apuramento para o Euro2020, tem agora até 21 de outubro para responder à acusação de racismo.

Recorde-se que Bernardo Silva fez duas publicações nas redes sociais dirigidas a Mendy, com quem já protagonizou momentos de boa disposição - a final da Taça da Liga, em que o defesa beijou Bernardo, foi um deles - e foi acusado de racismo. A Federação Inglesa acusou mesmo o jogador português de conduta imprópria, alegando que os comentários constituíam uma violação agravada dos códigos de conduta, por "incluir referência, expressa ou implícita, à raça e/ou cor e/ou origem étnica".