Futebol

Federação e sindicato acordam eliminar teto salarial para o futebol feminino

Federação e sindicato acordam eliminar teto salarial para o futebol feminino

A Federação Portuguesa de Futebol e o Sindicato de Jogadores anunciaram ter chegado a um entendimento para eliminar a norma do limite do orçamental da proposta final para o regulamento da Liga feminina.

"A Federação Portuguesa de Futebol e o Sindicato dos Jogadores realizaram uma reunião de trabalho na sequência da interpretação sobre a norma de 'limite orçamental' proposto para o regulamento 2020/21 da Liga feminina de futebol de 11 que está em discussão e recolha de contributos anterior à sua aprovação final", avança o organismo que gere o futebol portugueses numa nota publicada no site oficial.

E a missiva continua: "Sendo a Federação e o Sindicato parceiros na promoção e desenvolvimento da participação das mulheres no desporto em geral e no futebol em particular e face ao clima de intranquilidade gerado pelo facto da medida ter sido interpretada como uma discriminação em função do género - coisa que não é nem poderia ser -, a FPF informou o Sindicato que essa norma específica não constará do regulamento 2020/2021".

PUB

A FPF revela, ainda que "será encontrada uma solução alternativa" para que o futebol feminino consiga ter "mais equilíbrio competitivo".

Federação e sindicato avançaram ainda estar a trabalhar no sentido de "finalizar o acordo coletivo de trabalho com normas adequadas ao futebol feminino nacional, que traduzam as políticas ativas de discriminação positiva", como tem acontecido nos últimos oito anos.

"A FPF informou o Sindicato que manterá o plano de apoio para o setor no valor de 600 mil euros e que juntos trabalharão na melhoria desse programa de discriminação positiva que ajudará os clubes e contribuirá para o desenvolvimento das jogadoras portuguesas", finaliza a nota.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG