Holanda

Federação pede denúncias de assédio sexual após "caso Overmars"

Federação pede denúncias de assédio sexual após "caso Overmars"

A Federação de futebol dos Países Baixos pediu, esa segunda-feira, às trabalhadoras de clubes neerlandeses que denunciem situações de assédio sexual, na sequência da demissão de Marc Overmars como diretor desportivo do Ajax por envio de mensagens impróprias.

"Por favor, denunciem. Não importa o quão difícil seja. Pode fazer-se de forma anónima através do clube, da federação ou do Centro de Segurança no Desporto", explicou o organismo.

A notícia do comportamento de Overmars, um antigo internacional neerlandês e até agora dirigente destacado no maior clube da capital, foi recebida "com consternação".

"Também os clubes têm obrigação de denunciar condutas impróprias", acrescenta a federação.

O Ajax, adversário do Benfica nos oitavos de final da Liga dos Campeões, anunciou no domingo a demissão de Overmars, que enviava "mensagens impróprias a várias colegas de trabalho durante um período de tempo considerável".

O antigo internacional já assumiu o comportamento "inaceitável" e pediu desculpa, assegurou sentir-se "envergonhado", apenas dois meses após renovar contrato nas funções que desempenhava desde 2012 num dos clubes pelos quais se notabilizou, além de FC Barcelona e Arsenal.

PUB

O clube não revelou a identidade das vítimas, mas o presidente do Conselho de Supervisão, Leen Meijaard, assumiu, em nome do Ajax, que o comportamento do antigo diretor "passou dos limites" e "não era uma opção" a sua continuidade, com vários meios de comunicação social neerlandeses a detalharem o tipo de mensagens e fotografias impróprias enviadas.

O Benfica recebe o Ajax em 23 de fevereiro, nos oitavos da Liga dos Campeões, antes de visitar os neerlandeses, que defrontaram o Sporting na fase de grupos da Champions, em 15 de março.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG