Ténis

Federer e Medvedev sofrem mas seguem em Wimbledon

Federer e Medvedev sofrem mas seguem em Wimbledon

O suíço Roger Federer e o russo Daniil Medvedev viram esta terça-feira o favoritismo ameaçado na primeira ronda de Wimbledon, numa jornada em que Serena Williams desistiu e o português Pedro Sousa não se estreou.

A chuva voltou a interferir na ordem de jogos do dia e o encontro do lisboeta, 121.º colocado no ranking ATP, com o italiano Lorenzo Sonego, 23.º cabeça de série, agendado para o 'court' número 6 do All England Club, acabou por ser adiado para quarta-feira, retardando assim a estreia do português no quadro principal de Wimbledon.

Apesar de as condições climatéricas não terem interferido com os planos de Roger Federer, o francês Adrian Mannarino complicou e muito a tarefa do suíço, de 39 anos, que procura na relva londrina o nono troféu e o 21.º título em torneios do Grand Slam.

Depois de bater o recorde de presenças num único "major", ao disputar pela 22.ª vez Wimbledon, o antigo líder do ranking mundial e atual oitavo classificado beneficiou da desistência do adversário (41.º) devido a lesão, quando o desafio estava empatado, por 6-4, 6-7 (3-7), 3-6, 6-2.

Mannarino, que celebrou esta terça-feira o 33.º aniversário, escorregou durante o quarto set junto da linha de fundo e contraiu uma mazela no joelho direito, entregando assim a qualificação para a segunda ronda ao helvético, que vai ter como próximo adversário o também gaulês Richard Gasquet, após o triunfo deste ante o japonês Yuichi Sugita, por 7-6 (7-4), 4-6, 6-2 e 6-1.

"É horrível. Mostra que apenas uma única pancada pode mudar o rumo de um encontro, uma época, uma carreira. Desejo-lhe o melhor e espero que recupere rapidamente para o vermos de volta aos courts. Ele podia ter ganho o encontro. Obviamente ele estava a ser o melhor jogador, por isso tive um pouco de sorte", comentou Federer.

Tal como o suíço, o russo Daniil Medvedev não teve vida fácil diante o alemão Jan-Lennard Struff, 45.º classificado na hierarquia ATP, que chegou a ganhar uma partida, antes de ceder a vitória, com os parciais de 6-4, 6-1, 4-6 e 7-6 (7-3), em duas horas e 31 minutos.

PUB

Ultrapassado o germânico, o número dois mundial vai medir forças na fase seguinte do torneio com o vencedor do encontro entre o espanhol Carlos Alcaraz e o japonês Yasutaka Uchiyama, marcado para esta terça-feira mas, devido à chuva, adiado igualmente para o dia seguinte.

Já o alemão Alexander Zverev, número seis do mundo, teve uma estreia tranquila frente ao holandês Tallon Griekspoor (124.º ATP) e conquistou a continuidade no torneio britânico em três sucessivos sets, por 6-3, 6-4 e 6-1, em apenas uma hora e 29 minutos de encontro.

Na segunda ronda, o campeão do Masters 1000 de Madrid vai defrontar o norte-americano Tennys Sandgren (68.º ATP), que derrotou na jornada inaugural o eslovaco Norbert Gombos em quatro parciais, por 6-4, 6-7 (5-7), 6-1 e 6-3.

Na prova feminina, marcada pelo abandono de Serena Williams, sete vezes campeã de Wimbledon e vencedora de 23 títulos do Grand Slam, após uma lesão contraída diante a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich, a vitória de Ashleigh Barty implicou a despedida de Carla Suaréz Navarro dos 'courts' no All England Club.

A espanhola, que travou recentemente uma dura batalha contra o cancro, travou um renhido duelo com a australiana e número um mundial, mas acabou por ceder a qualificação para a segunda ronda em três partidas, com os parciais de 6-1, 6-7 (1-7) e 6-1, ao fim de uma hora e 44 minutos.

Enquanto a norte-americana, de 39 anos, desistiu pela primeira vez na ronda inaugural, Barty, de 25 anos, marcou encontro com a jovem russa Anna Blinkova, de 22 anos, que figura na 89.ª posição no ranking WTA, que se impôs à húngara Timea Babos, por duplo 6-2.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG