Desporto

Feirense promete "ir até às últimas consequências" contra a suspensão da II Liga

Feirense promete "ir até às últimas consequências" contra a suspensão da II Liga

A SAD do Feirense considerou hoje, através de um comunicado, que a suspensão definitiva da II Liga portuguesa de futebol é ilegal, prometendo "ir até às últimas consequências" na defesa dos seus interesses.

No documento, a SAD do Feirense alega que a Liga Portugal "deveria ter aguardado e retomar a Liga Pro logo que fosse possível, seguindo o exemplo de outros países", considerando a decisão daquele organismo "ilegal, precipitada e não fundamentada".

"Para que a Liga pudesse cancelar a Liga Pro e 'estabilizar' a classificação final, teria antes de ter alterado o respetivo Regulamento das Competições, em sede de Assembleia-Geral, o que torna a deliberação da Direção da Liga ilegal", lê-se no comunicado.

A SAD do Feirense considera que a decisão da suspensão definitiva da II Liga viola os princípios da igualdade e da proporcionalidade, tratando "de forma desigual" as duas ligas profissionais.

"A única solução compatível com o princípio da proporcionalidade seria manter a suspensão da competição até que as condições pudessem vir a permitir a continuidade da mesma, porque, só essa medida se afiguraria a menos lesiva para os interesses dos diversos participantes na Liga Pro", refere o documento.

O Feirense revela ainda que, no dia 11 de maio, apresentou uma reclamação administrativa à direção da Liga Portugal, aguardando que "esta se retrate e revogue a deliberação referida", anunciando que poderá avançar com outras medidas que possam reverter a decisão tomada.

"A CD Feirense SAD, os seus profissionais, os seus associados e adeptos sentem-se defraudados e desrespeitados e prometem defender os seus interesses até às últimas consequências", afirma a SAD.

No plano de desconfinamento, devido à pandemia de covid-19, o Governo definiu que a I Liga de futebol e a final da Taça de Portugal vão poder ser disputados, permitindo também desportos individuais ao ar livre, excluindo a continuidade da II Liga.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG