F. C. Porto

Felipe Anderson troca mensagens com Otávio e vai à igreja

Felipe Anderson troca mensagens com Otávio e vai à igreja

O avançado cedido ao F. C. Porto pelo West Ham chega ao Dragão com perfeito conhecimento da equipa que vai representar em 2020/21. E revela pontos que o aproximam a Sérgio Conceição também quando está fora das quatro linhas de jogo.

"Estou muito feliz e motivado com esta oportunidade. Não vejo a hora de treinar com os meus novos companheiros e dar o meu melhor", disse o brasileiro, de 27 anos, em declarações divulgadas esta quinta-feira pela F. C. Porto TV.

Assim que percebeu que ia jogar no campeão nacional, Felipe Anderson partiu logo à descoberta da nova realidade e teve num compatriota a ajuda perfeita. "Mandei mensagem para o Otávio que está à minha espera, também mandaram mensagens outros jogadores do clube. Estou muito motivado por ter sido recebido assim tão bem e quero agradecer-lhes por isso e espero poder ajudá-los".

Nesta entrevista, o internacional brasileiro também revelou o cartão de visitas e, na forma de estar na vida extra-futebol, mostrou ter muitos pontos de encontro com o treinador portista Sérgio Conceição, no que diz respeito à fé e à família.

"Dentro do campo sou um jogador que tem velocidade, que sempre tenta buscar o passe para colocar os companheiros na cara do golo e que procura ajudar a equipa de todas as formas possíveis. Fora do campo sou tranquilo, sempre com a minha família, vou à igreja...", apresentou-se.

O reforço chega por empréstimo do West Ham até ao final da época e sem opção de compra, o ordenado será partilhado pelos dois clubes e vai vestir a camisola número 28 dos dragões.

"Tive passagens em campeonatos importantes, cresci muito na minha forma de jogar, na minha carreira, como pessoa também e creio com a minha experiência e qualidade poderei ajudar bastante, mas quero colocar-me à disposição e dar o meu melhor para poder ajudar a equipa da melhor forma", destaca.

PUB

Felipe Anderson chegou esta quarta-feira ao Porto e logo se dirigiu para o Estádio do Dragão, onde foi recebido pelo presidente Pinto da Costa. Um momento especial, pois foi no palco portista que fez uma das duas internacionalizações pelo Brasil que tem no currículo.

"Quando joguei aqui pela seleção brasileira foi um sonho e uma experiência muito boa, pois representar o Brasil é sempre um objetivo na minha carreira", atira, mostrando que já tinha o F. C. Porto debaixo de olho muito antes de sonhar transferir-se para o Dragão.

"Todos conhecem a história do F. C. Porto. É um grande clube, campeão e sempre na luta pelos títulos e assíduo na Liga dos Campeões. Caminhar aqui e conhecer cada parte do estádio do Dragão, ver estas conquistas todas aumenta a responsabilidade e a motivação de vestir esta camisola e poder mostrar todo o meu futebol aqui", refere com ambição, deixando, depois, uma mensagem de agradecimento à "torcida" portista.

"Recebi muito carinho, muitas mensagens dos adeptos alegres por eu ter vindo. Estar aqui no estádio e ser surpreendido com esta grandeza só posso esperar que os adeptos estejam brevemente aqui também e para que lhes possa dar muitas alegrias", afirmou.

O reforço portista apresenta-se no F. C. Porto com quatro títulos no currículo, uma Supertaça de Itália, uma Libertadores, uma Recopa Sudamericana e uns Jogos Olímpicos. Agora, espera preencher melhor a lista de troféus.

"Vamos trabalhar forte, pela confiança que depositaram em mim creio que vai dar tudo certo e vamos fazer grandes coisas", remata.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG