F1

Fernando Alonso foi o mais veloz no Algarve. Passou os 300 km/h

Fernando Alonso foi o mais veloz no Algarve. Passou os 300 km/h

O espanhol Fernando Alonso (Alpine) foi o piloto mais veloz no Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, que se disputou domingo no Autódromo Internacional do Algarve, chegando aos 307 Km/h.

O piloto asturiano conseguiu este registo no terceiro de três setores em que está dividida a cronometragem do circuito de Portimão.

O finlandês Kimi Raikkonen (Alfa Romeo), que desistiu na segunda volta depois de ter batido no carro do companheiro de equipa, o italiano António Giovinazzi, foi o segundo mais rápido, chegando aos 306 Km/h no mesmo setor.

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes), vencedor da corrida lusa, a terceira da temporada, foi apenas o quarto mais veloz, com 304 Km/h, atrás ainda do francês Esteban Ocon (Alpine), que chegou aos 305 Km/h.

No primeiro setor, que vai desde a linha de meta até à reta entre a quarta e a quinta curvas, foi o francês Pierre Gasly (Alfa Tauri) a garantir a maior velocidade de ponta, com 292 km/h. No terceiro setor, o mais veloz foi Ocon, com 195 Km/h.

Comparativamente com a prova de MotoGP de 18 de abril, constata-se que as motas são bastante mais velozes na pista algarvia, apesar de demorarem mais tempo a completar uma volta que, no caso das duas rodas, até tem menos 61 metros.

Na prova de MotoGP em que participou Miguel Oliveira (KTM), o mais veloz foi o francês Johan Zarco (Ducati), chegando aos 351,7 Km/h, segundo os dados de cronometragem oficial da prova.

PUB

Nesta corrida, as Ducati dominaram neste aspeto, com quatro motas entre as quatro mais rápidas. O italiano Francecesco Bagnaia atingiu os 350,6 Km/h, seguido do australiano Jack Miller (349,5 Km/h).

Miguel Oliveira foi o sétimo mais veloz, atingindo os 345 Km/h.

Curiosamente, o mais lento das motas (o italiano Franco Morbidelli, em Yamaha, com 338,5 Km/h) foi, ainda assim, bastante mais rápido do que o mais rápido dos F1.

Mas é em termos de tempos que as duas rodas saem a perder.

A versão utilizada em MotoGP tem 4,592 quilómetros, enquanto a da F1 tem 4,653. Mesmo assim, o melhor tempo em corrida do MotoGP foi do espanhol Alex Rins (Suzuki), em 1.39,450 minutos (o recorde do circuito são os 1.38,862 minutos que valeram a 'pole position' deste ano ao francês Fábio Quartararo, em Yamaha).

Já o melhor tempo na corrida de F1 de domingo foi do finlandês Valtteri Bottas, com o tempo de 1.19,865 minutos.

São cerca de 20 segundos de diferença, que se explicam pelo maior apoio que os bólides da F1 conseguem, quer ao nível aerodinâmico quer na distribuição de massas pelo facto de terem quatro rodas. Isso permite curvar muito mais depressa do que as motas.

Prova disso são os valores médios. A volta mais rápida da corrida de F1 na pista algarvia foi feita a uma média de 209,7 Km/h, enquanto a volta mais rápida na corrida de MotoGP foi feita a uma média de 166,2 Km/h, menos 43,5 Km/h.

O GP de Portugal foi ganho pelo britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que lidera agora o campeonato com 69 pontos, mais oito do que o holandês Max Verstappen (Red Bull), que é segundo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG