Futebol

Fernando Santos: "A Seleção é aberta, não tem idades, não olha para o BI"

Fernando Santos: "A Seleção é aberta, não tem idades, não olha para o BI"

O selecionador nacional analisou o sorteio desta segunda-feira, que deu a conhecer os adversários de Portugal para a qualificação do Mundial2022.

"Estes sorteios não são para analisar, são para jogar e ganhar. Analisar é tudo muito teórico. Começámos o Campeonato da Europa com a Sérvia que, à partida iríamos ganhar, e empatámos. Depois, empatámos com a Ucrânia e as coisas tornaram-se difíceis. Já tivemos outras situações teoricamente mais difíceis e se tornaram mais fáceis. O importante é preparar bem e ver qual é o calendário, porque uma coisa é quem são os adversários e outra coisa é o calendário, porquê vamos jogar já em março", começou por dizer o selecionador nacional ao Canal 11.

Fernando Santos considerou a Sérvia como "o adversário mais difícil" - "tem jogadores de elite, estão nos melhores campeonatos e clubes da Europa" - e espera, por isso, não a defrontar em tempos "invernosos".

"Não gostava de as encontrar em situações invernosas. São campos difíceis, com tempo de chuva, neve... isso pode condicionar a qualidade técnica dos jogadores. Também queria que a viagem ao Azerbaijão fosse cedo. Transição de gerações? Acho que não é preciso apregoar aos quatro ventos, as coisas acontecem com naturalidade. A Seleção é aberta, não tem idades, não olha para o BI. Olha para a qualidade dos jogadores e depois escolhe 23", concluiu.

A seleção nacional conheceu, esta segunda-feira, os adversários da fase de qualificação europeia para o Mundial 2022 no Catar. A equipa das quinas vai defrontar Sérvia, República da Irlanda, Luxemburgo, Azerbaijão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG