Seleção de futebol

Fernando Santos renova até 2024

Fernando Santos renova até 2024

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta terça-feira, ter renovado com o selecionador nacional até 2024. "É um vencedor", afirmou o líder federativo, Fernando Gomes.

Depois de ter assumido o cargo de selecionador nacional em setembro de 2014 e ter alcançado vitórias históricas no Campeonato da Europa de 2016 e na Liga das Nações 2019, o técnico terminava contrato em julho deste ano, com o vínculo a ser agora renovado até 2024.

Assim, vai orientar a equipa das quinas na fase final do Euro 2020 - que foi adiado para 2021 por causa da pandemia de covid-19 -, assumindo ainda a tarefa de garantir o apuramento para a 2.ª edição da Liga das Nações, além das fases de apuramento para o Mundial de 2022, no Catar, e para o Euro 2024.

"Esta decisão foi muito fácil na medida em que estamos a renovar o contrato de um Selecionador que é campeão europeu. Esta decisão é tomada em função do que foram as nossas conversas e do momento em que estamos. Havia um processo eleitoral [para os órgãos sociais da FPF] e hoje temos a certeza que iremos ficar os quatro anos porque só há uma lista candidata. Quando, em 2014, assinámos o contrato para estabelecer a relação com o Fernando Santos eu disse que era um lugar que ele desejava, que queria muito. Passados seis anos e depois de tudo aquilo que passámos em conjunto, acho que este é um lugar que o Fernando Santos merece por aquilo que deu à Seleção Nacional e ao futebol português", afirmou o presidente da FPF, Fernando Gomes, em declarações ao site federativo.

Já Fernando Santos, que é o técnico com mais vitórias na história da seleção portuguesa e que também marcou presença no Mundial de 2018, agradeceu a confiança e prometeu continuar a dar tudo para levar a equipa das quinas a mais vitórias internacionais.

"Essencialmente, é um grande privilégio - para mim e para a minha equipa técnica - continuarmos este trajeto que iniciámos muito pela força, pela vontade e pela determinação do Presidente [Fernando Gomes]. Para nós é um privilégio servir Portugal e o futebol português, é isso que vamos procurar continuar a fazer na mesma medida em que o temos feito, sempre com uma ambição, que é ganhar", afirmou o treinador, não escondendo que a relação profissional com Fernando Gomes ajudou à renovação de contrato.

"Desde que chegámos foi a isso que nos propusemos [ganhar]. Sabemos que não vamos poder ganhar tudo, seguramente, mas lutar para ganhar tudo. Nesse contexto, é também para mim uma horna pessoal estar com o presidente até ao fim do seu mandato. Será também, se calhar, o fim do meu. Foram seis anos de grande sucesso, isso ninguém pode contrariar. Sucesso inequívoco para a Federação Portuguesa de Futebol no seu todo. Vamos continuar dar sucessos e alegrias ao povo português", prometeu o "engenheiro do Euro".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG