Seleção

Fernando Santos revela que pediu desculpa a Tiago Djaló

Fernando Santos revela que pediu desculpa a Tiago Djaló

Selecionador tirou Danilo, que estava como central, e lançou João Mário para o meio-campo, recuando Palhinha, deixando o defesa central Tiago Djaló no banco.

O selecionador nacional Fernando Santos analisou a vitória de Portugal por 4-0 frente à República Checa, caracterizando a exibição como uma das melhores da equipa das quinas. "Primeira parte muito competente, não perfeita, mas muito competente, um dos jogos mais seguros, com muito controlo, com exceção das bolas paradas defensivas, em que voltámos a perder o foco de forma desnecessária. Acho que é um dos aspetos em que não temos estado tão bem. Acontece, agora é continuar a trabalhar nisso", analisou, elogiando os jogadores.

"Os jogadores estiveram a altíssima qualidade a todos os níveis. A partir do terceiro golo, o jogo abrandou um bocado, é normal, temos de melhorar a questão do foco, não perder a bola, continuar a jogar o dentro e fora, à procura do golo. Tentei refrescar e fazer gestão aos cartões amarelos e a partir daí correu aos solavancos", explicou, abordando a entrada de João Mário para o lugar de Danilo.

PUB

"Era para sair o Rúben Neves pelo João Mário, e o Danilo fez-me sinal com um toquezito. Já pedi desculpa ao Djaló porque devia ter entrado, fiquei um bocado confuso. Mandei o Palhinha para trás, Rúben no meio e tu entras para a direita, disse ao João Mário", atirou, abordando a colocação de Mário Rui na lateral esquerda ao invés de Nuno Mendes.

"Não procurei nada, achei que para este jogo, pelo tipo de jogo que era, o Mário Rui cumpria na perfeição. Não tem a ver com rotação. Não me levem a mal, não podemos estar sempre a dizer que temos jogadores de muita qualidade e depois entra o jogador A... Não sei se estamos todos atentos - eu estou e a minha equipa técnica está - ao que fazem os jogadores nos clubes", concluiu o selecionador nacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG