Futebol

Fernando Santos: "Tivemos muita dificuldade em ligar o jogo"

Fernando Santos: "Tivemos muita dificuldade em ligar o jogo"

O selecionador nacional mostrou-se agradado como resultado, mas apontou vários erros à equipa, no empate frente à República da Irlanda, esta quinta-feira, em Dublin, que deixou Portugal a um ponto do Mundial2022.

"[Satisfeito] com o resultado obviamente, com a exibição não conseguimos pegar como achávamos que conseguíamos. Em termos de classificação o empate ou a vitória aqui era a mesma coisa, mas é óbvio que preferia ganhar 5-0. Em termos de resultado foi muito positivo. Portugal sabe que neste momento a equipa da Sérvia tem de jogar para ganhar o jogo, portanto, tem de jogar de uma forma diferente", começou por analisar Fernando Santos.

E prosseguiu sobre a exibição da equipa: "Tivemos muita dificuldade em ligar o jogo, muita dificuldade em lidar com a imprevisibilidade do adversário, que foi muito agressivo e muito físico. Nós nunca conseguimos ligar o jogo e tínhamos muita possibilidade de o fazer e de controlar o jogo com bola. E quando não o conseguimos fazer, o que fizemos foi trocar a bola para trás sistematicamente até ao guarda-redes e depois pontapé para a frente. Ora contra jogadores muito altos ganharam sempre as bolas, as segundas bolas também eram para eles. O maior problema para mim foi nunca termos conseguido ligar o jogo ofensivo com a qualidade que é habitual, saindo bem e criando situações".

Se no ataque as coisas não correm muito bem a Portugal, no setor mais recuado também houve problemas. "Quando na reação, em termos de organização defensiva, também cedemos muito espaço e deixámos que o adversário pudesse pensar um pouco. Tivemos muita dificuldade em lidar com o jogo, os jogadores tentaram, mas tivemos sempre muita dificuldade. Eles foram muito rápidos a cortar espaços, a diminuir a capacidade de termos a bola e podíamos ter feito melhor nesse aspeto", anotou o treinador português.

Apesar das críticas, Fernando Santos salienta que os "jogadores tentaram, lutaram, mas faltou essa ligação".

Apesar de ter deixado de fora alguns jogadores que estavam em risco, o selecionador nacional acabou por sofrer uma contrariedade ao ver Pepe expulso. "Não poupei os jogadores por causa dos amarelos, poupei-os porque num jogo destes, sendo muito físico, nunca se sabe como os jogadores estão condicionados ou não. Acredito em todos os jogadores. Obviamente que gostava de ter o Pepe para o jogo, mas vou dormir descansado porque sei que vamos encontrar as soluções certas", frisou.

E justificou: "Um amarelo, por muito que não se queira condiciona os jogadores pois pensam que se agarram um adversário já vão ver amarelo e falham o próximo jogo. A poupança não foi no sentido físico, mas emocional. Não usei nenhum dos três defesas que tinham amarelos".

PUB

Apesar dos percalços, Fernando Santos está confiante no apuramento. "Estou convencido que vamos estar no mundial", finalizou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG