Futebol

Fernando Santos: "Treinar uma Seleção é diferente de treinar um clube"

Fernando Santos: "Treinar uma Seleção é diferente de treinar um clube"

Depois de ter conquistado a Liga das Nações, Fernando Santos não esqueceu os adeptos e deixou elogios aos jogadores da equipa das quinas.

"As vitórias vão cimentando a confiança. Não é só acreditar, é ter a convicção que somos capazes. Sinto no rosto deles uma alegria enorme de vir à Seleção, o Cristiano disse isso. Quando se constrói isso é mais fácil ganhar, quando temos um coletivo forte no resto e não apenas a qualidade. Nesta Seleção ninguém se importa de ser suplente, dizia o Danilo ontem. E é verdade", começou por dizer o selecionador à RTP.

Fernando Santos abordou ainda a estratégia adotada pela equipa das quinas no jogo das meias-finais, com a Suíça, que Portugal venceu graças a três golos de Cristiano Ronaldo.

"Cada jogo tem uma estratégia diferente. Treinar uma Seleção é diferente de treinar um clube. Não há rotinas e automatismos, na Seleção estamos muito tempo sem ver os jogadores, temos pouco tempo de treino. Tem de ser tudo pensado em cima do jogo. No Europeu fizemos três particulares e mais sete jogos, aí as rotinas vão aparecendo. Verifiquei nos últimos três jogos da Suíça que jogavam com três centrais. E entendi que perante esse cenário seria melhor jogar em 4x4x2 losango, essa podia ser uma boa fórmula. Em alguns momentos isso foi comprovado, em outros não. O Cristiano Ronaldo resolveu, é verdade, mas está tudo num contexto global", explicou, deixando um agradecimento especial aos adeptos.

"Mais uma vez, como aconteceu em França, os adeptos foram fundamentais. Na final, há um momento a meio da segunda parte em que parece que no estádio está a acalmar, mas depois eles começam a cantar e todo o estádio acompanha. Isso é importante para os jogadores, dá-lhes mais força", concluiu.

Outros Artigos Recomendados