Segurança

Festejos do título portista preocupam o Governo

Festejos do título portista preocupam o Governo

O título portista está a um ponto de distância e a festa pode acontecer na noite de terça-feira, se o Benfica não vencer na Luz o Vitória de Guimarães, ou na de quarta, em caso de empate ou vitória azul e branca no clássico com o Sporting.

Pelo que se viu ao início da madrugada de ontem, no regresso da equipa ao Dragão após o triunfo em Tondela, é garantido que haverá muita gente nas ruas a celebrar a iminente conquista do campeonato, embora os ajuntamentos de pessoas continuem proibidos por lei em função da atual crise sanitária.

O Governo está preocupado e, pela voz do ministro da Administração Interna, voltou a fazer um apelo aos adeptos para que os eventuais festejos sejam contidos. "O campeonato, como dizia o treinador do F. C. Porto, ainda não terminou e não me cabe fazer especulações, mas reconheço as probabilidades muito elevadas de concretização. Apelo aos adeptos para que percebam que este é um tempo especial. Os cidadãos do Porto tiveram no S. João um ato de civismo pela forma como perceberam que era necessário adequar a estes tempos o grande dia da cidade. O apelo que faço é que apliquem o mesmo princípio em próximas celebrações", afirmou Eduardo Cabrita, à margem de uma ação de destruição de armas, na Maia.

O ministro assegurou que as forças de segurança e as autoridades de saúde pública "tomarão as medidas preventivas adequadas", que passam por condicionar o acesso em redor do Estádio do Dragão e também à Avenida dos Aliados, local habitual dos festejos das conquistas dos dragões. Ainda assim, tanto na madrugada de ontem como na quarta-feira à tarde, à saída da equipa portista para Viseu, centenas de adeptos não deixaram de se juntar no Dragão, num número que se deverá multiplicar em caso de título. Se o Benfica não ganhar ao Vitória, as redondezas do hotel onde o F. C. Porto estará em estágio na noite de terça-feira, em Vila Nova de Gaia, também deverão ser alvo de atenção policial.

Ao que o JN apurou, a PSP tem um plano de segurança preparado, mas continuam sem ser divulgados pormenores. A Câmara Municipal do Porto ainda não se pronunciou sobre o assunto e não se prevê qualquer receção no edifício dos Aliados nas próximas semanas, caso o F. C. Porto venha, de facto, a sagrar-se campeão. Quanto aos dragões, não antecipam festas, pois estão concentrados em ganhar ao Sporting, embora o empate seja suficiente.