Futebol

FIFA quer estender contratos dos jogadores por causa do coronavírus

FIFA quer estender contratos dos jogadores por causa do coronavírus

Com as competições paradas devido ao surto do novo coronanvírus, o organismo que gere o futebol mundial quer que os contratos de jogadores e treinadores que durem até 30 de junho possam ser prorrogados até às novas datas de final de época.

Num documento confidencial a que a agência Reuters teve acesso e que foi apresentado ao Grupo de Trabalho, entidade criada a 18 de março para "avaliar a necessidade de emendas ou dispensas temporárias dos Regulamentos da FIFA sobre o estatuto e transferência de jogadores, por forma a proteger os contratos e ajustar período de inscrição de jogadores", é ainda defendido que as datas do próximo mercado de transferências sejam alteradas, de acordo com as novas datas da temporada.

A maioria das competições nacionais e internacionais foram suspensas - o Europeu 2020 e a Copa América foram adiados para 2021 - e federações esperam retomar os respetivos campeonatos quando a pandemia estiver controlada. Por não estarem, ainda, definidas datas, os contratos dos jogadores e treinadores, que geralmente terminam a 30 de junho, devem ser, para a FIFA, prorrogados até às novas datas para o final da temporada, o que implicaria que o mercado abrisse mais tarde,

"No caso de sobreposição de temporadas ou de períodos de inscrição de jogadores, e a menos que todas as partes concordem de outra forma, será dada prioridade ao ex-clube para concluir sua temporada com a equipa original, a fim de salvaguardar a integridade dos campeonatos nacionais", pode ler-se no documento citado pela Reuters.

O documento será discutido pelos membros do Grupo de Trabalho da FIFA ainda esta quinta-feira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG