Exclusivo

FPF prepara novo regulamento que vai apertar o cerco aos empresários

FPF prepara novo regulamento que vai apertar o cerco aos empresários

Documento seguirá diretrizes da FIFA e da União Europeia e está a ser preparado, com coordenação do jurista José Manuel Meirim, assessor da Federação Portuguesa de Futebol. Defender jogadores e clubes é "fundamental".

Está em marcha um plano para tornar o futuro dos empresários de futebol muito menos cor de rosa. A ideia que está a mover as mais altas instâncias é apertar a lei e tornar esse mundo, que também é o das comissões milionárias e o dos abandonos criminosos de jogadores enganados, menos obscuro, menos desconfiado e mais preparado para responder a outros problemas como fuga ao fisco e branqueamento de capitais. A FIFA, em consonância com a União Europeia, está na linha da frente desta luta e vai arrastar com ela a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que, sabe o JN, está a trabalhar num novo regulamento, mais "sério, transparente e eficaz".

As previsões apontam para que as novas normas que pretendem apertar o cerco aos (maus) empresários e intermediários entrem em vigor a partir da próxima temporada e a FPF quer estar pronta para, desde o início, se juntar à luta. Neste sentido, há uma revisão do estatuto dos empresários, em vigor desde 2015, que está em andamento, coordenada por José Manuel Meirim. "Tem havido uma certa ineficácia dos últimos modelos", começou por dizer ao JN, resumindo, assim, o que está por detrás da vontade em operar mudanças que contrariem o atual paradigma. "Defender os jogadores e os clubes é fundamental", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG