Pandemia

França dá por terminada a Liga de futebol

França dá por terminada a Liga de futebol

O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, anunciou, esta terça-feira, que os grandes eventos desportivos e culturais com mais de cinco mil pessoas não podem acontecer antes de setembro, pelo que as épocas de desportos profissionais, "especialmente a do futebol", estão terminadas.

Na semana passada, a Liga francesa tinha revelado a intenção de retomar as Ligas 1 e 2 a 17 de junho e concluí-las até 2 de agosto, mas as medidas tomadas pelo governo francês para conter a pandemia de Covid-19 após o levantamento do estado de emergência deitaram por terra estas pretensões.

"A partir de 11 de maio, ainda não será possível praticar desportos em grupo. O Campeonato da Ligue 1 ou o Top 14, em particular, não podem ser retomados imediatamente", avançou o chefe do governo gaulês, continuando: "Eventos que reúnam mais de cinco mil participantes não podem ser realizados antes de setembro".

Segundo a estratégia apresentada à Assembleia Nacional, que visa o levantamento progressivo das restrições a fim de evitar "o risco de uma segunda onda, que é um risco grave", será permitido retomar os desportos individuais, mas não os coletivos.

"Será possível, em dias ensolarados, praticar uma atividade desportiva individual ao ar livre, obviamente atravessando a barreira atual do quilómetro e respeitando as regras de distanciamento social", explicou Edouard Phillipe.

O governo também bloqueia o regresso as equipas aos treinos, mesmo em sessões individualizadas, por mais algumas semanas, uma vez que não será possível "praticar desportos em locais cobertos, nem desportos coletivos ou de contacto, nem reunir mais de dez pessoas".

Mesmo o início da próxima época deverá ter de ser repensado (estava agendado para 23 de agosto), face à proibição de organizar eventos com mais de cinco mil pessoas até setembro.

Outras Notícias