F. C. Porto

Francisco J. Marques: "André Ventura é uma criação do próprio Benfica"

Francisco J. Marques: "André Ventura é uma criação do próprio Benfica"

O diretor de Comunicação do F. C. Porto acusou, esta terça-feira, o Benfica de ter criado André Ventura enquanto "personagem mediático, em declarações proferidas durante o programa Universo Porto - Da Bancada, do Porto Canal.

Antes de lançar farpas às águias, Francisco J. Marques portista abordou o "Manifesto" assinado pelo humorista Ricardo Araújo Pereira e outros benfiquistas. "Quero saudar a tomada de posição, porque é melhor do que não existir", começou por referir Francisco J. Marques, para logo atirar: "Aquele manifesto parecia que tinha como objetivo ilibar o Benfica de Luís Filipe Vieira da ligação umbilical com André Ventura".

"André Ventura começa a ter protagonismo público, porque em 2014 começa a fazer comentários na Benfica TV. É uma criação, enquanto personagem mediático, do próprio Benfica, da televisão do clube. Ventura teve um papel preponderante no lançamento da recandidatura de Luís Filipe Vieira à presidência do Benfica e manteve uma relação muito próxima com ele", lembrou o diretor de comunicação, continuando: "A partir do momento que se candidata pelo PSD à Câmara de Loures, com todos aqueles problemas de xenofobia em relação aos ciganos, quem é que aparece a suportar o André Ventura? Uma série de figuras do Benfica, o Pedro Guerra, o António Rola, o Hugo Gil, mas também o Varandas Fernandes, vice-presidente do Benfica, que integra a condição de honra de Ventura à Câmara Municipal de Loures. O Benfica sempre presente".

E o rol de críticas seguiu no mesmo tom: "Vir agora dizer que o Benfica não é isto... Isto remete-nos para aquele estafado discurso que procura branquear um passado de ligação do Benfica ao Estado Novo e que, agora, há uma série de pessoas que diz que isso não existiu".

"Estou curioso para saber a opinião de Pedro Adão e Silva, que não passa de mais um cartilheiro e tem alguma dissonância política com André Ventura. Tem estado calado em relação a este assunto", apontou ainda Francisco J. Marques, completando sobre o tema: "A ligação entre Benfica e André Ventura existe, é factual e lamentável. É lamentável que o Benfica de Luís Filipe Vieira crie e se sirva de personagens como este para fazer passar as suas ideias de propaganda. Não há muita diferença entre a propaganda do Benfica e do André Ventura. São similares, usam os mesmos esquemas, tudo farinha do mesmo saco".

Hacker entrou no email de Sérgio Conceição

Uma notícia que saiu na imprensa diária nesta terça-feira sobre uma alegada violação da conta de email do treinador portista, Sérgio Conceição também foi abordada no programa. "Não sabemos se é verdade ou não, sabemos, isso sim, que o nosso treinador continua a ter noites tranquilas, continua a dormir calmamente, porque há uma certeza que nós temos: se houve uma invasão a um email, na caixa de correio eletrónico de Sérgio Conceição, não encontraram lá nenhum crime. Não encontraram informação que levante suspeitas de algum atentado à verdade desportiva, de algum negócio menos claro, de algum dinheiro que surge não se sabe de onde... Não há nada disso", salientou o responsável pela comunicação azul e branca.

"O Sérgio Conceição continua a ter noites tranquilas, porque crimes não encontraram, ao contrário do que aconteceu noutros sítios, em que a revelação de alguma correspondência veio a permitir a descoberta de alguns crimes, designadamente no Football Leaks, que em vários países da Europa teve como consequência o aumento da receita arrecadada pelos diferentes Estados. E noutros casos, que não sabemos se têm alguma ligação com o Football Leaks, mas em que ficou muito evidente a existência de uma série de eventuais crimes cometidos em favor de alguns clubes, ou de algum clube, estamos a falar obviamente do Benfica e do que foi revelado ao longo de diversas emissões deste programa", frisou.

Francisco J. Marques afirmou que o caso de eventual entrada de um hacker na caixa de correio de elementos do F. C. Porto "não altera em nada a forma" como olham para estas coisas. "Convém recordar que, em Portugal, foi criada uma equipa especial para investigar os crimes no futebol. Segundo foi noticiado, serão 12 os inquéritos em curso. O que é público, o que se sabe é que há pelo menos dois casos muito importantes, os que têm a ver com as confissões de tentativas de suborno para perder com o Benfica. Estamos a falar das revelações feitas pelo Cássio, pelo Lionn..., jogadores do Marítimo. O denominador comum é sempre o Benfica", apontou o diretor de comunicação dos dragões.

"Passado este tempo não há notícias sobre isso, mas mais tarde ou mais cedo vai haver. Vamos esperar pacientemente, esperar que a investigação corra com a possibilidade de o Ministério Público e a Polícia Judiciária poderem aceder a tudo o que precisam de aceder para fazer prova de tudo, ao contrário do que aconteceu, por exemplo, no processo ao E-Toupeira, em que a justiça portuguesa não ficou muito bem na fotografia. E também estou a falar daquele caso da empresa informática onde foram levantados 1,8 ou 1,9 milhões de euros, que o Benfica pagou, mas depois voltaram ao Benfica, em dinheiro vivo. Para quê? Quando ao mesmo tempo ouvimos jogadores a dizer que lhe ofereceram dinheiro para perder... Começa a haver demasiados pontos de contacto. Isso é muito relevante. Que a Justiça tranquilize os amantes do futebol, para que tenhamos a esperança de que isto volte a ser jogado apenas no campo", termina.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG