Futebol

Francisco J. Marques denuncia agressões a adeptos do F. C. Porto junto à Luz

Francisco J. Marques denuncia agressões a adeptos do F. C. Porto junto à Luz

O diretor de comunicação do F. C. Porto afirmou, esta terça-feira, que adeptos da equipa azul e branca foram agredidos nas imediações do Estádio da Luz, antes do clássico com o Benfica a contar para a terceira jornada da Liga.

"Há um adepto do F. C. Porto que foi cobardemente agredido nas imediações do Estádio da Luz, já foi operado. Temos fotografias e não as mostramos para proteger a privacidade. Ele foi agredido por uma série de pessoas sem haver intervenção da polícia. Este adepto é filho do João Paulo, antigo jovem promissor que jogou no F. C. Porto. Houve outros dois jovens adeptos, de 16 e 20 anos, que foram esperar a nossa equipa ao Hotel Altis e foram seguidos e agredidos com um taco de basebol. Um deles teve de receber tratamento. São atos sempre condenáveis, sejam praticados por quem for", afirmou Francisco J. Marques no programa "Universo Porto da Bancada".

Relativamente ao jogo com o Benfica, que os azuis e brancos venceram por 2-0, o diretor de comunicação do F. C. Porto mostrou-se "satisfeito" com a exibição da equipa de Sérgio Conceição, considerando-a "perfeita".

"Houve os percalços de Barcelos e a falha no acesso à Champions, que foram muito sentidos. Mas o F. C. Porto tem sempre esta capacidade de reação. Têm sempre de contar connosco. O F. C. Porto tem sempre a capacidade de se reerguer nos momentos difíceis. Todos nós ficamos muito satisfeitos com a vitória e é ainda mais satisfatório ver como a equipa encarou o jogo. Quis ganhar desde o primeiro minuto, foi muito competitiva. Foi uma exibição perfeita em todos os capítulos", considerou o responsável portista, que realçou o facto de o clube azul e branco ser "líder de vitórias no novo Estádio da Luz".

"É normal haver episódios estranhos no Estádio da Luz e mesmo assim o F. C. Porto tem esta vantagem. O Benfica não teve uma única oportunidade de jogo", acrescentou, deixando notas positivas à arbitragem de Jorge Sousa.

"O que sempre desejamos é que a arbitragem não tenha influência no resultado, e não teve. Quando poderia ter tido, é quando o Benfica introduz a bola na nossa baliza, mas em fora de jogo. Não sei como é possível o Benfica queixar-se pelo António Rola. Acham que a arbitragem é justa quando o Benfica é beneficiado. É a única explicação possível. Estão com saudades, certamente, das arbitragens da época passada", concluiu.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG