Futebol

Francisco J. Marques: "Há uma proteção sistemática ao Benfica"

Francisco J. Marques: "Há uma proteção sistemática ao Benfica"

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do F. C. Porto, criticou esta terça-feira a decisão de ilibar a SAD do Benfica no caso e-Toupeira.

"Ora vamos imaginar o seguinte: eu, que sou funcionário do F. C. Porto, pratico uma série de atos sem o conhecimento da administração do F. C. Porto. Quando isso é conhecido, é-me retirada a confiança. Se esses atos põem o F. C. Porto em causa e implicam o cometimento de crimes, evidentemente que sou demitido. Agora, se a administração tiver conhecimento, mantém-me em funções. Portanto, isto agora é uma enorme mistificação, dizerem que não há ligação", defendeu.

"Por entendimento do Tribunal da Relação, o Paulo Gonçalves era o homem do futebol. Mas o Júlio Loureiro, que inicialmente foi ilibado e agora foi pronunciado por recebimento indevido de vantagem no futebol, já tem a ver. O Paulo Gonçalves até andou a representar a SAD do Benfica nas Assembleias Gerais da Liga", referiu Francisco J. Marques no programa "Universo Porto da Bancada".

O diretor de comunicação do F. C. Porto criticou ainda o silêncio do Ministério Público face às críticas do acórdão. "Depois, houve a crise de amnésia de Luís Filipe Vieira. Qual era o objetivo disto? Que Luís Filipe Vieira não fosse ouvido ou constituído arguido, bem como a Benfica SAD. Depois houve a rábula de José Eduardo Moniz, que foi para o Brasil. E tudo isto só foi possível porque contou com a colaboração das autoridades. As autoridades podiam ter ido ao hospital, podiam ter impedido uma viagem comprada depois da notificação. Isto é enganar o país todo. Só é possível com a colaboração de muita gente. É o benfiquistão. As críticas do Tribunal da Relação ao Ministério Público são muito severas. Já passou uma semana e ninguém fez a defesa da honra do MP. Aceita-se isto? Isto é um escândalo. A nossa obrigação é fazer chegar isto para lá das nossas fronteiras. Há uma proteção sistemática, inadmissível e recorrente ao Benfica", concluiu.