Sporting

Frederico Varandas ataca Juventude Leonina

Frederico Varandas ataca Juventude Leonina

O presidente do Sporting acusou a claque mais representativa do clube de querer mandar e garantiu que não se vai demitir, apesar da contestação.

Frederico Varandas voltou a reagir aos acontecimentos recentes em volta do Sporting e foi mais cáustico do que nunca em relação à Juventude Leonina, quem acusou de ser "um dos sérios problemas" do clube.

"Existem senhores que se julgam há mais de uma década acima dos estatutos e dos presidentes. Eu não decidi ter esta guerra, tomei decisões que defendem o Sporting. Mas a Direção não consegue fazer isto sozinha e enquanto a maioria do Sporting for silenciosa vai ser muito mais difícil. Não são os resultados a origem disto. O que mudou foram cerca de 400 mil euros que eram dados à Juventude Leonina e não são mais. Qualquer outro presidente que não dê o que estes senhores estão habituados a ter vai ter problemas", disse o presidente leonino, à TVI.

Varandas afirmou que já foi ameaçado, mas garante que não vai ceder.

"Com os nossos defeitos e com os nossos erros, há uma coisa que nunca vou fazer: deixar o clube nas mãos desta gente. Nunca mais pode haver uma Direção de uma claque que pode deitar abaixo treinadores e ameaçar dirigentes. Quem grita 'Alcochete sempre' e atira tochas contra os próprios jogadores só tem um lugar e é fora do Sporting", acrescentou.

Sobre a possibilidade de existir uma Assembleia-geral com o objetivo de demitir a atual Direção, Frederico Varandas mostrou-se tranquilo.

"Se uma Direção cai por resultados desportivos, o próximo presidente do Sporting não dura sequer um ano. Nada nos vai demover e não nos vamos demitir", completou.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG