Sporting

Varandas sobre BdC: "Um mentiroso compulsivo"

Varandas sobre BdC: "Um mentiroso compulsivo"

Em conferência de imprensa de esclarecimento da atual situação do Sporting, realizada esta sexta-feira, o presidente dos leões Frederico Varandas criticou a atitude das claques nos últimos dois jogos em casa. O líder leonino aproveitou ainda para afirmar que Bruno de Carvalho nunca deixará de ser um mentiroso compulsivo.

"É legítimo criticarem a exibição da equipa? É. Mas também é legítimo eu criticar a claque. Não gostei da atitude nos dois últimos jogos em casa. Querem um grupo com maior talento da formação? Nós também. Mas sabem a principal razão de não termos um grupo assim? Eu lembro: 14 de maio de 2018. Hoje quando o clube se está a reerguer, voltamos a receber ameaças intimidatórias de elementos de claques a protestarem com sócios anónimos", começou por dizer o presidente dos leões, afirmando de seguida: "Nos anos 90 fiz parte da Juventude Leonina. Havia excessos mas um amor puro pelo clube. Um dar sem receber, hoje não reconheço esse espírito. Vejo um negócio. Enquanto aqui estiver, o Sporting não será refém de ninguém."

Sobre o número de sócios foi claro. "A 9 de setembro, o Sporting tinha 84 mil sócios pagantes, 39 mil não pagam quotas há mais de cinco anos. Há 51 mil que não pagam há mais de três anos. O objetivo é crescer, mas com verdade. Temos ambição de crescer 50% de sócios pagantes."

O presidente dos leões aproveitou a conferência de imprensa para falar nos novos objetivos em relação à política de aquisição de jogadores. "Desde 2013 comprámos 108 jogadores. Sabem quantos jogaram mais de 1000 minutos? 68. Comprou 38 jogadores diretos para a equipa B, nenhum chegou à equipa A e a equipa desceu de divisão".

"É possível fazer com competência, trabalhando na formação e tendo critério nas aquisições. Foi o que fizemos no mercado de inverno. Entraram cinco jogadores, saíram oito e o Sporting reduziu a folha salarial em 10 milhões por ano. A qualidade do plantel aumentou, pois todos os que entraram têm capacidade para jogar. Só os jogadores que entraram nas últimas semanas já jogaram mais minutos do que sete dos que saíram", disse.

"Deixaram de existir jogadores anunciados nos jornais e depois terminavam noutros clubes. Não teremos nenhuma contratação investigada no Ministério Público, como Alan Ruiz que foi anunciado por 3,9 milhões mas depois aparece por oito no Relatório e Contas. Não basta dizer que quero jogadores com a base da formação, têm de jogar os melhores, aqueles miúdos têm de voltar a ser os melhores".

Já no período dedicado às questões da comunicação social, Frederico Varandas aproveitou o momento para falar sobre Bruno de Carvalho.

"Um mentiroso compulsivo será sempre um mentiroso compulsivo. O senhor Bruno de Carvalho já obrigou duas vezes os sócios a saírem de casa e a dizer que o lugar dele é em casa e longe do Sporting. A acusação é ridícula. Sou sócio do Sporting desde que nasci, aos 10 anos o meu avô voltou-me a fazer sócio. Em 2016 aproveitei essa campanha e paguei um ano de quotas para ter 38 anos de sócio", afirmou.