Exclusivo

Futebol: Mudar o nome sem perder a identidade e o orgulho

Futebol: Mudar o nome sem perder a identidade e o orgulho

Vários clubes tiveram de se refundar por causa de dívidas. Muitos deles estão nos distritais.

No futebol português, há múltiplos exemplos de clubes que, nos últimos anos, foram obrigados, face a dívidas fiscais e outros problemas financeiros, a fecharem as portas e a refundarem-se com outros nomes, começando a competir nos escalões distritais à procura de nova glória. Foi a forma que encontraram para partirem do zero e sem dívidas.

Alguns casos são mediáticos pelo impacto histórico que os clubes tiveram a nível nacional. Um dos últimos emblemas a seguir este caminho foi o Clube Desportivo das Aves, ou, pela designação que agora leva nos distritais da A.F. Porto, Clube Desportivo das Aves 1930. Em 2018, o emblema avense escrevia a mais bonita página do historial, ao levantar a Taça de Portugal depois de uma vitória, por 2-1, diante do Sporting. Esse troféu, de resto, está neste momento em leilão, que termina nesta terça-feira. A oferta atual ultrapassa os 6500 euros. O caminho, começado do zero em 2020, é, agora, muito diferente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG