Campanha

Futebol profissional unido contra a discriminação racial

Futebol profissional unido contra a discriminação racial

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) vai associar-se novamente ao Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial, que se celebra na segunda-feira, dando antecipada visibilidade à causa durante a 27.ª jornada da Liga e da Liga 2.

"A campanha 'Racismo NÃO' vai usar a notoriedade do futebol profissional para ajudar a relembrar a mensagem que o racismo, a xenofobia e as várias formas de violência discriminatória, relacionadas com preconceito e ódio, são uma realidade com a qual (infelizmente) ainda vivemos e contra a qual continua a ser necessário lutar", justifica a LPFP.

Antes do início dos nove jogos da Liga e da Liga 2, no momento do alinhamento das equipas, os jogadores vão apresentar-se com duas riscas na face, como símbolo da igualdade '='. Depois, os futebolistas vão misturar-se, incluindo os árbitros, para uma foto com a mensagem alusiva à campanha.

"O período conturbado que vivemos aumenta ainda mais a responsabilidade de continuar a consciencializar para um problema grave, global e sistémico. Certo é que o futebol profissional continuará a dar a cara contra todos os tipos de discriminação, racismo e xenofobia", completa a LFPF.

As bolas oficiais de cada um dos jogos desta jornada vão ser autografadas pelos respetivos jogadores para, posteriormente, serem colocadas à venda na loja da Liga Portugal, com a totalidade dos lucros a reverterem para a Amnistia Internacional.

A campanha "Racismo NÃO" conta ainda com o apoio do Sindicato dos jogadores, da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol e da Associação Nacional dos Treinadores de Futebol.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG