Futebol

Gesto obsceno de Miguel Cardoso gera confusão no Boavista - Rio Ave

Gesto obsceno de Miguel Cardoso gera confusão no Boavista - Rio Ave

Os momento finais do jogo entre o Boavista e o Rio Ave (3-3), no Bessa, para a 26.ª jornada da Liga, ficaram marcados por muita confusão nos bancos, depois dos festejos do treinador do Rio Ave.

Numa altura em que os axadrezados venciam a equipa de Vila do Conde por 3-2, Fábio Coentrão fez o empate já nos descontos e Miguel Cardoso, treinador do Rio Ave, fez um gesto obsceno para o banco do Boavista, gerando uma grande confusão entre as duas equipas.

Veja o momento:

No final do jogo, Miguel Cardoso não compareceu à zona de entrevistas rápidas no relvado e o clube de Vila do Conde justificou a ausência pelo facto de o técnico ter sido ameaçado por dirigentes do Boavista quando se dirigia para a "flash interview", facto que os axadrezados desmentiram em comunicado.

"O Boavista FC desmente categoricamente as acusações do treinador Miguel Cardoso, que mentiu de uma forma descarada ao falar em agressões que só existiram na sua fértil imaginação. Esta mentira será facilmente desmascarada quando forem conhecidos os relatórios das forças policiais e dos delegados da Liga presentes no local. Esta acusação mirabolante só serve de desculpa para o espetáculo degradante que este agente desportivo protagonizou ao longo de todo o jogo", pode ler-se.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG