SLB

Godinho Lopes escusa-se a comentar declarações de Luís Filipe Vieira

Godinho Lopes escusa-se a comentar declarações de Luís Filipe Vieira

O presidente do Sporting, Godinho Lopes, escusou-se a comentar as declarações do seu homólogo do Benfica, Luís Filipe Vieira, que, no final do dérbi lisboeta de sgunda-feira, questionou a veracidade de um alegado telefonema com vista ao adiamento do jogo.

"Vim para o futebol para elevar o nível, pela verdade desportiva, pelo 'fair-play' e em luta contra o sistema, razões pelas quais não comento palavras que não levam a isso", afirmou o dirigente "leonino", repetindo a mesma frase três vezes, tantas quantas as vezes com que foi confrontado com as declarações de Luís Filipe Vieira, à saída de Alvalade.

Minutos antes, questionado sobre se Godinho Lopes lhe havia telefonado ou não a pedir o adiamento da partida, Luís Filipe Vieira afirmou: "Só dou confiança a quem eu quero e a quem merece".

Para Godinho Lopes, o momento não o obriga "a descer ao nível da acusação", e limitou-se a comentar a partida, considerando ter sido "um bom jogo de futebol, em que o Sporting, sobretudo na primeira parte, fez jus ao trabalho que tem sido feito".

"Na segunda parte até tivemos duas oportunidades de golo, pelo Elias e pelo Ínsua, mas quando ficámos reduzidos a 10 foi mais difícil", continuou o presidente do Sporting.

Para Godinho Lopes, "estão ainda 57 pontos em disputa e há uma grande vontade da direção, da equipa técnica e de todos os jogadores em dar a volta aos acontecimentos".

Refuta, por isso, quaisquer razões para um cenário de demissão da direção: "Sinto que o trabalho que estamos a fazer é de grande dimensão e o mais importante é a sustentabilidade do clube".

O Benfica venceu hoje o Sporting, por 3-1, no terreno dos "leões", subindo à liderança da Liga, com tantos pontos quantos os do FC Porto, mas mais golos marcados, enquanto o Sporting é 11.º, com 11 pontos, somente dois acima da linha de despromoção.