Futebol

Guarda-redes Aflalo rescinde com Aves devido a salários em atraso

Guarda-redes Aflalo rescinde com Aves devido a salários em atraso

O guarda-redes brasileiro Raphael Aflalo rescindiu de forma unilateral com o Aves, devido a três meses de salários em atraso, anunciou esta terça-feira o jogador.

"Infelizmente, tive de tomar a decisão de rescindir o contrato, porque estou há três meses sem receber o meu salário. Não é a primeira vez que esta situação acontece. A minha esposa está grávida e não tive outra opção, até porque não compactuamos com a atitude da direção", informa o jogador, em comunicado publicado nas redes sociais.

Aflalo, de 24 anos, jogou cinco partidas pela formação do concelho de Santo Tirso, à qual chegou há um ano, oriundo do Mirandela, e é o oitavo atleta a desvincular-se do Desportivo das Aves alegando salários em atraso, tal como fizeram também o guarda-redes francês Quentin Beunardeau e o avançado brasileiro Welinton Júnior em abril.

"Gostaria de agradecer ao CD Aves pelo tempo que enverguei esta camisola. Foi o clube que me abriu as portas aqui na Europa e na Liga. Agradeço também aos adeptos, que sempre apoiaram a equipa quando entrávamos em campo. O meu apoio ao clube será eterno", termina a nota do vencedor da Liga e da Taça Revelação em 2018/19.

O defesa Jonathan Buatu, os médios Aaron Tshibola, Estrela e Pedro Delgado e o avançado Kevin Yamga desvincularam-se nas últimas duas semanas pelos mesmos motivos, reduzindo o leque de opções da formação orientada por Nuno Manta Santos, que recebe esta terça-feira o Benfica, às 21.15 horas, no Estádio do CD Aves.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG