Ciclismo

Hernâni Broco termina carreira de ciclista e dedica-se à fisioterapia

Hernâni Broco termina carreira de ciclista e dedica-se à fisioterapia

Hernâni Broco, ciclista da Efapel/ Glassdrive, "encostou a bicicleta" colocando fim à carreira, depois de 10 anos como profissional.

Natural do Bonabal, concelho de Torres Vedras, Hernâni Broco, de 32 anos, iniciou a carreira de ciclismo com 10 anos no clube da sua terra, tendo ganho a primeira corrida em Brejenjas, lugar onde nasceu Joaquim Agostinho.

Numa época em o ciclismo atravessa momentos complicados, devido à conjuntura económica, o ciclista decidiu "iniciar uma nova vida, no estilo e rotinas", passando a dedicar-se a tempo inteiro à Clínica de Fisioterapia que leva o seu nome e é inaugurada no próximo sábado, 26 de outubro.

Numa carta de despedida, a que o JN teve acesso, Hernâni Broco recorda os 22 anos em cima da bicicleta "com vitórias e derrotas, momentos bons e menos bons, ultrapassados em cima do alcatrão", justificando que vai "abraçar" o novo projeto que foi construindo, a licenciatura em fisioterapia, "com o mesmo entusiasmo e profissionalismo", com que foi ciclista.

Para o jovem do Bonabal chegou a hora de "dizer adeus" ao profissionalismo e não à modalidade, continuando a apostar em pedalar fora das estradas e mais na vertente lúdica. Na despedida, Broco deixa um "obrigado especial" ao pai e à esposa que considera terem sido "as muletas" ao longo de todas as etapas.

Ao longo da carreira como profissional, conseguiu 3 vitórias, tendo ganho em 2005 pela LA/ Liberty Seguros, a 1ª etapa do Grande Prémio do Minho; em 2007 a 2ª etapa da Volta a Gaia pela Liberty Seguros e, em 2011, com as cores da LA Alumínios/ Antarte, ganhou a 3ª da Volta a Portugal que terminou no Alto da Senhora da Graça (Mondim de Basto), assumindo a liderança da "Portuguesa", prova que terminou no 5º lugar da geral individual e que foi ganha por Ricardo Mestre do Tavira.

Definido como trepador e contrarrelogista, Broco, teve uma incursão internacional, tendo em 2012 representado a equipa espanhola da Caja Rural.

Como ciclista profissional Hernâni Broco fez a última corrida no passado dia 4 de outubro, integrando a equipa da Efapel/ Glasdrive que de classificou em 4º lugar na Bikemaratona Cascais/ Lisboa, uma prova de contrarrelógio por equipas na distância de 34 quilómetros.

Orgulho, Broco afirma: "fecha-se uma porta enorme e abro já hoje uma nova janela".