Famalicão

"Hoje o Ivo Vieira é um burro de primeira porque jogou sem ponta de lança"

"Hoje o Ivo Vieira é um burro de primeira porque jogou sem ponta de lança"

Ivo Vieira, treinador do Famalicão, defendeu as opções que fez e a estratégia que montou para o Dragão, mas salienta que o F. C. Porto foi mais forte, esta sexta-feira, em jogo da 30.ª jornada da Liga.

"Foi nítida a forma como o F. C. Porto entrou forte e nós não entrámos bem. Em termos atléticos são mais poderosos do que nós e tiraram vantagem das bolas paradas. O F. C. Porto procura a profundidade e tem jogadores possantes para esse tipo de jogo. Nós, com bola, onde podíamos contrariar, não tivemos a capacidade de ser iguais a nós próprios. Tenho a certeza que a equipa consegue fazer mais e melhor com bola", começou por anotar o técnico famalicense.

PUB

Ivo Vieira foi questionado do porquê da ausência de um avançado de raiz no "onze" e foi lacónico: "Isto é uma leitura muito fácil. Hoje o Ivo Vieira é um burro de primeira porque jogou sem um ponta de lança, se tivesse ganho era um iluminado de segunda ou terceira. Os que falam de futebol e não percebem a ideia dos treinadores têm autonomia para dizer o que quiserem. Temos de respeitar".

No entanto, justificou a opção: "A ideia era atrair com o Jaime para ganhar superioridade no meio do F. C. Porto. Atrair um central ou outro para os mais rápidos saírem dos corredores nesse espaço criado pelo Jaime e permitido pelo F. C. Porto."

Embora esteja em 13.º lugar, o Famalicão tem uma vantagem de apenas cinco pontos para o 17.º, Farense, primeiro abaixo da linha de água, e só com mais três, que o Boavista, que é 16.º e irá disputar a liguilha de permanência. Uma luta que Ivo Vieira considera durará "até ao fim". E completou: "Acreditava que neste momento poderia ter mais quatro pontos. Sabíamos que hoje seria uma tarefa difícil. O problema é o que vem de trás. Tenho de assumir a responsabilidade. Temos de arrancar cada momento do jogo com unhas e dentes".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG